O prazo já expirou, mas o vice-governador ainda não respondeu para Suzano quando e onde será feita a alça do Rodoanel
Desde o dia 15 dezembro de 2020 a cidade de Suzano espera uma resposta do vice-governador do Estado para uma solução da novela em que se transformou a instalação de uma alça de saída do trecho Leste do Rodoanel na cidade/ Foto: Divulgação
Tenda Atacado

Em meados de dezembro do ano passado (no dia 15) o prefeito reeleito de Suzano, Rodrigo Ashiuchi (PL), e o deputado estadual André do Prado (PL) reuniram-se com o vice-governador do Estado, Rodrigo Garcia (DEM), em busca de uma solução para a novela em que se transformou a instalação de uma alça de saída do trecho Leste do Rodoanel na cidade.

Além dos projetos já existentes para a implantação dessa alça, o prefeito de Suzano apresentou ao vice-governador mais uma ideia (alternativa) para que a obras sejam iniciadas o mais rapidamente possível.

Ao final da reunião que aconteceu em dezembro do ano passado, o prefeito de Suzano, por meio de sua assessoria, informou que em 15 dias o vice-governador daria uma resposta.

O prazo de 15 dias já terminou e por esse motivo o Jornal Oi questionou a Prefeitura de Suzano sobre o retorno do vice-governador.

A resposta ainda não chegou e nas próximas horas o governo do Estado também será questionado sobre o assunto.

Jornal Oi – O prefeito/governo de Suzano já recebeu o retorno do vice-governador do Estado sobre a reunião que ocorreu em dezembro de 2020 para a definição da alça ao Rodoanel em Suzano?

Jornal Oi – No caso de o vice-governador ainda não ter respondido, o governo de Suzano vai cobrar uma definição ou vai aguardar que o Estado se manifeste?

As respostas da Prefeitura de Suzano 

A Prefeitura de Suzano informa que ainda não obteve uma resposta sobre o pedido de construção da alça de saída do Trecho Leste do Rodoanel Mário Covas (SP-21) no município, uma vez que tanto o governo do Estado quanto a região estão totalmente envolvidos no plano de vacinação contra o novo coronavírus (Covid-19), previsto para ter início no dia 25 de janeiro.

As tratativas devem ser retomadas nas próximas semanas, em razão da prioridade do setor da Saúde em realizar a imunização.