Cerca de 30% dos trabalhadores da saúde do Alto Tietê já receberam a primeira dose da vacina
Imunização na região teve início ontem logo após a entrega do primeiro lote nos municípios/ Foto: Irineu Júnior
Prefeitura de Guararema

Desde quarta-feira, 20, os municípios da região do Condemat (Consórcio de Desenvolvimento dos Municípios do Alto Tietê) vivem um dos momentos mais aguardados nos últimos meses em todo o país com o início da vacinação do primeiro grupo prioritário contra a Covid-19.

De acordo com balanço parcial do Condemat, cerca de 30% dos trabalhadores da saúde que atuam diretamente no atendimento de pacientes infectados ou com suspeitas já receberam a primeira dose da vacina. A expectativa é de que essa primeira etapa de imunização avance até a próxima quarta-feira.

As 28.754 doses destinadas aos 12 municípios do Condemat foram entregues entre o final da tarde de ontem e a manhã de hoje, com início da vacinação pelos municípios logo após a chegada do imunizante.

Santa Branca, Guarulhos, Mogi das Cruzes, Suzano e Ferraz de Vasconcelos imunizaram os primeiros profissionais na noite de quarta-feira.

Nesta quinta-feira, 21, foi a vez de Biritiba Mirim, Guararema, Santa Isabel, Itaquaquecetuba, Poá e Arujá vacinarem.

Em Salesópolis, que fez a retirada das doses no Grupo de Vigilância Epidemiológica no final da tarde desta quinta, a vacinação terá início somente na sexta-feira, 22. Em alguns municípios a imunização seguirá no período da noite.

A coordenadora da Câmara Técnica de Saúde, Adriana Martins falou sobre o início da vacinação na região.

“Desde o fim do ano passado os municípios se prepararam e se organizaram para este momento e conseguiram dar início à vacinação de forma ágil e segura. Este momento é muito esperado por todos nós e ficamos na expectativa de um novo lote de vacina dentro de algumas semanas para aplicação da segunda dose nesses trabalhadores e idosos que estão sendo imunizados”.

O quantitativo recebido pelos municípios representa cerca de 40% da necessidade para imunização dos trabalhadores da saúde, sendo que também faz parte deste grupo inicial os idosos que vivem em asilos.

De acordo com o Governo do Estado, a segunda dose da vacina para esse público chegará a tempo de ser aplicada dentro dos 21 dias preconizados para a CoronaVac.