Sob novo governo, Mogi segue patinando e ‘correndo atrás de Suzano’ na geração de empregos
Historicamente, ao menos até 2018, Mogi era a cidade que liderava sempre com folga a geração de postos de trabalho abertos em toda a região do Alto Tietê/ Foto: Divulgação
Centerpex Cinemas Suzano Shopping

O Zoom desta semana do Jornal Oi revela as informações sobre a geração de empregos em Mogi das Cruzes a partir dos dados pesquisados no Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged).

O levantamento realizado pela reportagem revela que no primeiro semestre deste ano o saldo da geração de empregos é positivo, com o número de admissões maior que o de desligamentos.

A reportagem analisou também os últimos cinco meses do ano passado, quando Marcus Melo era prefeito de Mogi das Cruzes. O saldo no período analisado é positivo e maior em comparação ao da atual gestão do prefeito Caio Cunha no primeiro semestre.

O atual governo de Mogi além de ter números menos interessantes que os dados da reta final da gestão do ex-prefeito, também continuam ‘correndo atrás’ de Suzano no que se refere à geração de postos de trabalho.

Historicamente, ao menos até 2018, Mogi era a cidade que liderava sempre com folga a geração de postos de trabalho abertos em toda a região do Alto Tietê.

Nesta reportagem, além dos dados apresentados ao leitor, o Jornal Oi procurou o atual governo do prefeito Caio Cunha (Podemos) para se manifestar sobre os dados apresentados.

Confira abaixo os dados analisados dos últimos cinco meses de 2020 sobre a geração de empregos em Mogi das Cruzes (Ago/2020 até Dez/2020)

Conforme os dados divulgados na tabela acima, durante o período analisado houve mais de 17 mil admissões e 14 mil desligamentos. O saldo registra que foram gerados 3.347 novos empregos em Mogi das Cruzes.

Durante o período, novembro foi o mês que registrou o melhor saldo na geração de empregos com 1262 novas vagas geradas. Dezembro foi o mês que registrou o pior saldo, com resultado negativo de -63.

Confira abaixo os dados analisados do primeiro semestre de 2021 sobre a geração de empregos em Mogi das Cruzes (Jan/2021 até Jun/2021)

No período correspondido ao atual governo do prefeito Caio Cunha (Podemos), o número de admissões ficou em cerca de 22 mil e o de desligamentos em 20 mil.

Apesar dos elevados números, o saldo é positivo com 2.209 novos empregos gerados em Mogi. Fevereiro é o mês que registrou o maior saldo positivo, com 680 novas oportunidades de empregos geradas em Mogi. Maio registrou saldo negativo de -129.

O governo de Mogi das Cruzes se manifestou sobre a geração de empregos no primeiro semestre deste ano. Confira:

Jornal Oi – Quais são os números de Mogi das Cruzes referentes à geração de empregos formais e não formais nos primeiros seis meses deste ano?

Jornal Oi – Qual é a avaliação do governo para a abertura de postos de trabalho na cidade no primeiro semestre?

Jornal Oi – Qual é hoje o número da população econômica ativa na cidade e qual é o número de pessoas desempregadas em Mogi atualmente?

Jornal Oi – Quais ações estão sendo colocadas em prática para a ampliação da abertura de vagas de trabalho na cidade?

Jornal Oi – Quais são as áreas da economia que a cidade tem, na avaliação do novo governo, maior potencial de crescimento e geração de empregos nos próximos quatro anos?

Jornal Oi – Quais são as vocações da cidade para a geração de empregos em Mogi das Cruzes?

Jornal Oi – Qual é a meta do novo governo de Mogi das Cruzes para a abertura de vagas de empregos seja na iniciativa privada ou no Poder Público até 2024?

Respostas da prefeitura de Mogi das Cruzes:

A Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico informa que Mogi das Cruzes fechou o primeiro semestre com saldo positivo, ultrapassando 100 mil postos de emprego formal pela primeira vez.

A geração de emprego nos primeiros seis meses de 2021 mostra que a economia está se recuperando gradativamente. Alguns setores demonstram aquecimento, como a indústria e a construção civil, enquanto setores de comércio e serviços demonstraram estabilidade.

O quadro também mostra que as ações da Prefeitura para o combate à crise econômica foram positivas.

São exemplos é o Auxílio Empresarial Mogiano, que buscou garantir empregos em pequenos negócios afetados pela pandemia, e o Auxílio Emergencial Mogiano, que atendeu famílias que passaram por dificuldades.

A Prefeitura vem adotando medidas para atender os moradores que estão em busca de recolocação no mercado de trabalho ou novas oportunidades de carreira.

Para isso, foi criado o programa Mogi Conecta, que reúne os diversos serviços da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico no atendimento à população.

Com isso, é possível a ampliação de acesso do cidadão ao sistema de municipal de emprego, bem como o oferecimento de ações de maior qualificação da mão de obra no município, tanto com parcerias privadas quanto por meio de parcerias entre as secretarias.

Recentemente, por exemplo, foi feita uma ação de sucesso, em que uma agência de publicidade ofereceu um curso gratuito, em parceria com o Mogi Conecta, para jovens do programa Conduz.

Um dos jovens iniciou o curso superior e foi admitido como estagiário, enquanto outros 12 foram treinados e estão disponíveis no mercado. Essa ação resolve tanto a necessidade da empresa quanto a empregabilidade dos nossos munícipes.

A Prefeitura também vem trabalhando na atração de novas empresas para o município, gerando novos empregos.

A administração municipal estuda viabilizar projetos de incentivo que favoreçam a vinda de novos investimentos e a expansão das empresas que já estão na cidade.

Uma nova diretoria na Secretaria de Desenvolvimento será também responsável por aliar a competitividade e a inovação, trabalhando principalmente na qualificação de mão de obra especializada para esse processo de atrair novas empresas.

O município tem vocação para o setor de serviços, com grandes empresas na área de telemarketing, transporte, conservação, manutenção e limpeza.

No entanto, a Prefeitura também vem trabalhando na busca de crescimento na área industrial, que possui grande potencial para geração de vagas de empresa, com salários mais vantajosos para os empregados.