Região passa a contar com 20 novos leitos de UTI para Covid, em Mogi, a partir desta sexta-feira
Novos leitos serão abertos no Hospital Dr. Arnaldo Pezzuti e fazem parte do pacote de ampliação anunciado no início do mês, com investimentos do Condemat/ Foto: Divulgação
Prefeitura de Guararema

A partir desta sexta-feira, 30, a região do Condemat – Consórcio de Desenvolvimento dos Municípios do Alto Tietê passa a contar com 20 novos leitos de UTI exclusivos para o tratamento de pessoas diagnosticadas com a Covid-19.

Os leitos serão abertos no Hospital Dr. Arnaldo Pezzuti, em Mogi das Cruzes. Essa é a penúltima fase de implantação dos leitos, que fazem parte do pacote de investimentos do Condemat em parceria com o Governo do Estado, que viabilizou um novo sistema de oxigênio na unidade.

Nesta quinta-feira, 29, o presidente do Condemat, Rodrigo Ashiuchi, o prefeito de Mogi das Cruzes, Caio Cunha, e o secretário executivo do Consórcio, Adriano Leite, participaram de reunião com a diretora técnica da unidade hospitalar, Dra. Fabiana Santos Fonseca, e o gerente Kaio Mascarenhas, para detalhar o cronograma de abertura dos novos leitos.

Na sequência da ampliação da capacidade hospitalar na região, em maio o hospital abrirá mais 10 leitos de UTI e 30 de enfermaria, que somados aos 30 leitos que já estão em funcionamento na unidade hoje e os 20 de amanhã, totalizarão 90 leitos, sendo 40 de UTI e 50 de enfermaria.

“Desde o início de abril os novos leitos estão sendo abertos gradativamente e, graças ao esforço coletivo e união dos municípios, temos condições de atender à nossa população. Agora, com a abertura dos novos leitos, ampliamos a retaguarda para todos os municípios no enfrentamento à pandemia e cuidado com a população”, destacou o presidente Rodrigo Ashiuchi.

Além do investimento do Condemat, na ordem de R$ 185 mil, o município de Mogi das Cruzes também irá auxiliar, temporariamente,  a unidade hospitalar no gerenciamento dos resíduos hospitalares.

“Entendemos que toda união é importante para salvarmos vidas neste momento. Por isso estamos trabalhando juntos, municípios e Estado, para que o hospital tenha todas as condições necessárias para prestar um bom atendimento à população”, disse o prefeito Caio Cunha.

Os prefeitos destacaram ainda que, mesmo com a queda de internações, o trabalho de enfrentamento à pandemia não será interrompido. Atualmente, a taxa de ocupação de leitos de UTI na região é de 74%.

“Passamos por momentos muito difíceis entre o fim de março e o início de abril, com altos índices de internações. Mesmo assim, conseguimos transpor todas as dificuldades para dar suporte à população. O trabalho é ininterrupto e tem se fortalecido a cada dia”, frisou Ashiuchi.