Presidente da Câmara, Marcos Furlan, propõe mobilização à instalação do 5º DP no Mogi Moderno
Furlan reforça seu pleito lembrando que faz 26 anos que a Cidade não recebe um novo DP/ Foto: Diego Barbieri/CMMC
Governo do Estado de São Paulo

A Câmara Municipal de Mogi das Cruzes aprovou, em sessão ordinária na tarde desta terça-feira, 17, a Moção nº 59/2022, de autoria do vereador Marcos Furlan (Pode), que solicita a instalação do 5º Distrito Policial na Cidade, no bairro Mogi Moderno.

“Com uma população estimada em 115 mil moradores, o Mogi Moderno reúne 16 bairros. A área tem um grande número de comércios, supermercados e prestadores de serviços em vários ramos de atividades. Desse modo, os moradores do local necessitam da implantação de um Distrito Policial que funcione em seu próprio território”.

No texto que respalda a moção, Furlan argumenta que o município de Santos tem mais DPs do que Mogi, embora a cidade litorânea seja menor tanto em dimensões territoriais como em número de moradores.

“Mogi conta com mais de 460 mil habitantes e uma área de 713 mil quilômetros quadrados. Porém, Santos soma 433 mil moradores, espalhados em 281 mil quilômetros quadrados, mas já conta com sete Distritos Policiais. Essa comparação demonstra o quanto esse pleito é urgente. Ao instalar o 5º DP no Mogi Moderno, vários outros bairros poderiam ser atendidos na unidade, como a Vila Moraes, Biritiba Ussú, Boa Vista, Manoel Ferreira, Taiaçupeba e etc.”, argumenta Furlan.

O vereador Zé Luiz (PSDB) também cobrou o investimento:

“ Residi no Mogi Moderno a maior parte da minha vida. Esse pedido é fundamental. Nossa cidade merece uma atenção melhor. Já passou da hora, na verdade. É lamentável ter que debater e cobrar sobre segurança mais uma vez. Que o governador Rodrigo Garcia receba esse pedido com carinho e atenção”.

Inês Paz (PSOL) foi outra a comentar sobre a necessidade do 5º DP:

“Tudo para Mogi é mais difícil. Na comparação com Santos, estamos atrasados. Também precisamos do 4º Conselho Tutelar. Isso tudo é reflexo político. Nossa cidade precisa se movimentar para garantir seus direitos”.

Carlos Lucarefski (PV) foi outro a concordar com a necessidade desse novo investimento. “Já fiz pedidos para manter os DPs de Braz Cubas e Jundiapeba abertos à noite, funcionando 24 horas, como era antes. A população está reclamando bastante. O 5º DP seria uma forma de trazer um pouco mais de tranquilidade para nossos cidadãos”.

O vereador Policial Maurino (PODE) lembrou que, além da nova unidade policial, será necessária a ampliação do efetivo de policiais e servidores administrativos para manter o local aberto.

“Recentemente, tivemos aqui nesta Casa de Leis vários pedidos na área de segurança, como a instalação da Sala Lilás, de uma Delegacia de Polícia Feminina, entre outros. Além disso, na semana passada, houve caloroso debate sobre a segurança. Essa moção pede o 5DP. Isso é bacana. Muito bom. Só que também precisamos cobrar o funcionamento desse distrito à noite. Não adianta só colocar mais um DP em Mogi. Precisamos garantir o bom funcionamento, especialmente o noturno, o que requer ampliação do efetivo”.

Francimário Vieira Farofa (PL) também endossou o coro de solicitações para que Mogi seja contemplada com a 5ª Delegacia de Polícia Civil.

“O déficit é grande não apenas em Mogi, mas em toda a Região. É louvável essa moção, mas temos de pensar no efetivo. O governo do PSDB está terceirizando a segurança para os municípios. A cada dia nosso município tem mais responsabilidades na área de segurança pública”.

Além dos argumentos já mencionados, Furlan reforça seu pleito lembrando que faz 26 anos que a Cidade não recebe um novo DP.

Afinal de contas, o último deles foi inaugurado em Jundiapeba em 1996, quando Mogi contava com uma população de apenas 290 mil moradores.

A moção de apelo será encaminhada ao governador de São Paulo, Rodrigo Garcia, ao secretário estadual de Segurança Pública, general João Camilo Pires de Campos, ao delegado da Delegacia Geral de Polícia Civil do Estado de São Paulo, Osvaldo Nico Gonçalves, ao delegado da Delegacia Seccional de Mogi, Paul Henry Bozon Verduraz, ao deputado estadual Rodrigo Gambale (Podemos) e ao prefeito da cidade, Caio Cunha (Podemos).