Patrulha Maria da Penha garantirá segurança para mulher vítima de violência. Itaquá segue na espera por Delegacia especializada
A Patrulha foi solicitada a atender uma mulher vítima de ameaça de morte, por parte do ex-companheiro, contra o qual já havia sido expedida medida protetiva/ Foto: Divulgação
Hospital Santa Maria

A Secretaria de Segurança, por meio da Patrulha Maria da Penha, iniciou o  ano com um forte trabalho de ronda e vigilância das mulheres vítimas de violência doméstica e familiar e que tenham medida protetiva concedida pelo Poder Judiciário.

Na segunda-feira, 11, a equipe conduziu até a delegacia um transgressor da Lei Maria da Penha, que foi autuado em flagrante.

A Patrulha foi solicitada a atender uma mulher vítima de ameaça de morte, por parte do ex-companheiro, contra o qual já havia sido expedida medida protetiva.

As GCMs (Guardas Civis Municipais) Jussara e Priscila foram à residência acolher a vítima, abordando o infrator que tentou fuga à ação legal das agentes. O mesmo foi capturado e levado para a delegacia.

De acordo com o prefeito de Itaquá, Eduardo Boigues, com a ampla divulgação e efetivação deste trabalho, as mulheres denunciarão o agressor sem medo, pois saberão que estarão seguras.

“Após as audiências de violência doméstica e concessão da medida protetiva, a Justiça já informa às vítimas o telefone da Patrulha Maria da Penha para que em caso de aproximação dos agressores elas acionem a equipe que vai rapidamente agir no caso de descumprimento da ordem judicial”, reforça o prefeito.

O secretário de Segurança, Anderson Caldeira, explicou ser muito importante as mulheres conhecerem todos os mecanismos de segurança que estão à disposição.

“A Patrulha Maria da Penha é formada por Guardas Municipais e eles realizarão um trabalho de caráter preventivo e ostensivo, direcionado ao acompanhamento das mulheres vítimas de violência doméstica e familiar e à fiscalização do cumprimento das Medidas Protetivas”, finalizou o secretário.

Além do incremento nas ações da Patrulha Maria da Penha pelo novo governo da cidade, é grande a expectativa em Itaquá pelo início do atendimento na Delegacia da Mulher que foi prometida (de forma mentirosa) nos dois mandatos (oito anos) do ex-prefeito Mamoru e da ex-primeira dama Joerly Nakashima.