Para 70% dos jornalistas, Bolsonaro precisa sofrer impeachment. Aqui no Oi, 100% dos profissionais de imprensa defendem o afastamento do presidente, tá ok?
Só para constar: caso essa pesquisa fosse realizada no Jornal Oi, nada menos que 100% dos jornalistas se manifestariam pela cassação do mandato do atual presidente do Brasil/ Foto: Divulgação
Instituto Nacional de Tecnologia e Saúde

O presidente Jair Bolsonaro cometeu atos que deveriam resultar na abertura de um processo de impeachment.

É o que pensam 70% dos jornalistas ouvidos na pesquisa “O2- Opinião de quem faz Opinião”, produzida pelo Comunique-se, site especializado no acompanhamento do jornalismo, em parceria com o Instituto Ipespe e a agência Kamplie Comunicação.

De acordo com reportagem publicada no site Congresso em Foco, a pesquisa entrevistou 168 jornalistas de todas as regiões do país.

Além da pergunta a respeito do impeachment, outras questões relacionadas à conjuntura política foram feitas aos comunicadores brasileiros.

O percentual de jornalistas favoráveis ao afastamento de Bolsonaro aumentou com relação à rodada anterior da pesquisa, feita em setembro passado, quando 64% se disseram favoráveis ao impeachment.

Com relação ao desempenho do governo federal, a avaliação negativa dos jornalistas manteve-se estável.

Em setembro, 76% disseram que a gestão do presidente era ruim ou péssima. No levantamento de agora, esse patamar recuou um ponto percentual, indo para 75%.

Ou seja, apesar da mudança, 3/4 dos profissionais da imprensa avaliam negativamente a era Bolsonaro à frente do Palácio do Planalto.

Só para constar: caso essa pesquisa fosse realizada no Jornal Oi, nada menos que 100% dos jornalistas se manifestariam pela cassação do mandato do atual presidente do Brasil.

E 100% também indicariam que o trabalho do atual presidente é ruim ou péssimo.

No Oi, então, 100% para a cassação do mandato do mais inepto dos presidentes da história do Brasil e 100% para as opções ruim e péssimo deste desastroso mandato, tá ok.