Novos nomes: presidente da Câmara pretende concorrer a prefeito e dá largada para a sucessão de Ashiuchi em Suzano
Na eleição de 2020 Leandrinho entrou na história do município ao obter 5.316 votos e se tornar o vereador mais bem votado da cidade/ Foto: Divulgação
Tenda Atacado

O presidente da Câmara de Suzano, Leandro Alves de Faria, Leandrinho (PL), revelou em entrevista exclusiva concedida ao Jornal Oi na última sexta-feira que pretende colocar o seu nome para a disputa ao cargo de prefeito na eleição de 2024.

Com isso ele dá a largada para a apresentação de novos nomes e quadros políticos que deverão surgir para disputar a cadeira do prefeito reeleito Rodrigo Ashiuchi (PL) que não poderá mais concorrer.

Na entrevista que durou pouco mais de uma hora, o presidente falou sobre diversos temas importantes e por esse motivo o Jornal Oi está reproduzindo no jornal virtual a entrevista em trechos.

CLIQUE AQUI E CONFIRA A LIVE COM LEANDRINHO NA ÍNTEGRA

Na sexta-feira o Jornal Oi destacou a informação de que o presidente do Legislativo irá pedir ao prefeito que encontre uma forma de dar o auxílio emergencial às famílias mais afetadas pela pandemia e que ajude também ao comércio.

O fato é que na eleição de 2020 Leandrinho entrou na história do município ao obter 5.316 votos e se tornar o vereador mais bem votado da cidade.

É claro que essa votação expressiva rendeu a Leandrinho a possibilidade de ser presidente da Câmara pela segunda vez, além de fomentar especulações políticas tais como a de ser candidato a deputado em 2022 ou possivelmente concorrer para suceder o prefeito Rodrigo Ashiuchi nas eleições de 2024.

O parlamentar foi questionado durante a entrevista sobre este tema e diferente de muitas lideranças não negou interesse em almejar algo maior no cenário regional ou municipal.

Ele praticamente descartou concorrer para uma cadeira na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (Alesp) no ano que vem exaltando o trabalho e a parceria que mantém com os deputados do seu partido André do Prado (estadual) e Marcio Alvino (federal).

“O momento é muito cedo para pensar em outro viés político, seja para deputado ou para prefeito. Ninguém pode ser mentiroso ao falar que não tem interesse em disputar outra coisa. Todo mundo que está na política como vereador tem intenção de ser prefeito ou no futuro deputado, mas para deputado eu tenho uma situação muito tranquila, pois hoje já temos dois parlamentares parceiros e atuantes, André do Prado e Marcio Alvino”, afirmou o presidente da Câmara.

Leandrinho ainda fez questão de ressaltar e afirmar, até que se prove o contrário, de que está com André do Prado e Marcio Alvino. Desta forma sinalizando que deve apoiar a reeleição de ambos os parlamentares.

Para prefeito, Leandrinho ressaltou que está trabalhando e se preparando para algo maior e aproveitou a entrevista para sinalizar que em 2024 aguarda ser convidado pelo partido.

“O futuro para prefeito tem o partido e é uma decisão que vai ser plena da parte do Rodrigo. Eu sou do PL então acho que isso vai se desenhando e afirmo que tenho vontade. Vou fazer meu papel de vereador e trabalhar nestes quatro anos. Estou me preparando. Se tiver um pedido do partido vou estar à disposição para ajudar”,  completou.

Ao revelar seu desejo de participar (caso o partido queira e o cenário político esteja favorável) da disputa pela Prefeitura de Suzano em 2020, Leandrinho naturalmente dá início a um processo de renovação nos nomes que deverão concorrer ao cargo de prefeito dentro de três anos e oito meses.

Com isso lideranças políticas já conhecidas e desgastadas politicamente, como é caso do ex-presidente da Câmara,  Israel Lacerda e candidatos pouco competitivos como é o caso de Derli Dourado do PT deverão ser definitivamente ‘aposentados’ da disputa pela Prefeitura.

Por outro lado, a natural e legitima pretensão de Leandrinho poderá fazer com que o PDT (que dá sustentação ao governo Ashiuchi que é do PL) tenha uma atuação mais efetiva na gestão da cidade, pois também pretende indicar um sucessor para Ashiuchi. O jogo está começando.