Não precisa mais usar máscaras em ruas, parques e praças. Locais fechados ainda será preciso
O governador João Doria também confirmou a liberação de 100% da capacidade de ocupação em estádios de futebol, shows e outros eventos realizados em ambientes abertos/ Foto: Divulgação
Campanha Tudo novo

O governo do Estado de São Paulo decidiu suspender, a partir desta quarta-feira, 9, a obrigatoriedade do uso de máscaras ao ar livre, como em ruas, parques e praças.

O governador João Doria também confirmou a liberação de 100% da capacidade de ocupação em estádios de futebol, shows e outros eventos realizados em ambientes abertos.

O secretário estadual da Educação, Rossieli Soares, também aponta que o uso de máscaras não será obrigatório em locais abertos dentro das escolas, como em pátios e quadras sem cobertura.

Dentro das salas de aula e em outros ambientes fechados, no entanto, o uso do item ainda é obrigatório.

No último domingo, 6, a região metropolitana de São Paulo registrou a menor média móvel de novas internações por Covid-19 desde o início da pandemia, com uma média de 145,8 hospitalizações causadas pela doença.

Tal fator, acompanhado do avanço nos índices de vacinação no estado, culminaram na decisão desta quarta-feira.

“As liberações do uso de máscaras são a consequência natural do avanço da imunização no estado”, comenta Thomas Carlsen, COO e co-fundador da mywork, startup especializada em controle de ponto online para pequenas e médias empresas.

“O uso em locais fechados, como escritórios, bares e restaurantes, aliado ao uso de álcool gel e ao distanciamento social, ainda é importante para evitar a disseminação de novas variantes”, diz o executivo.

O uso de máscaras ainda é obrigatório em salas de aula, escritórios, cinemas, teatros e no transporte público, como forma de diminuir os riscos de contaminação pelo coronavírus.

Ao longo das próximas semanas, estuda-se novas flexibilizações serão estudadas de acordo com a queda de casos de infecção, internações e óbitos.