Na Câmara de Poá ‘sobra dinheiro’ e falta transparência; a conta quem paga é o povo
Sem responder a reportagem do Jornal Oi, a Câmara de Poá vem demonstrando que o argumento da falta de dinheiro é apenas um discurso utilizado para todas as tragédias administrativas ocorridas na cidade/ Foto: Divulgação
Tenda Atacado

Na última semana, o Jornal Oi revelou que a Câmara Municipal de Poá já recebeu R$ 7 milhões de repasses da prefeitura até o mês de agosto e que supostamente, segundo apuração da reportagem, está sobrando dinheiro no legislativo do município.

De acordo com dados do demonstrativo apresentado pela Câmara de Poá, até o mês de agosto as despesas com salário somam R$ 5.639.070,12, sobrando do valor já repassado pela prefeitura a quantia de R$ 1.395.088,97.

É importante ressaltar que atualmente todos os vereadores não contam com assessores, pois o Legislativo alegou a alguns meses que não havia dinheiro para manter o salário destes cargos comissionados.

Pois bem, a reportagem do Jornal Oi enviou há sete dias alguns questionamentos ao Legislativo de Poá para apurar no que foi investido a quantia de R$ 1.395.088,97. Recurso que não foi utilizado e sobrou até o mês de agosto na Câmara.

Não houve resposta aos questionamentos pela Câmara de Poá, demonstrando que o argumento da falta de dinheiro é apenas um discurso utilizado para todas as tragédias administrativas ocorridas na cidade de Poá.

Veja abaixo os questionamentos enviados há uma semana pela reportagem do Jornal Oi ao Legislativo de Poá.

Jornal Oi – Como foi aplicado o valor de R$ 1.395.088,97 que sobrou?

Jornal Oi – A prefeitura de fato repassou a quantia de R$ 7.034.159,09?

Jornal Oi – Em teoria está sobrando dinheiro. Essa quantia não é suficiente para a contratação dos assessores que foram demitidos?