Governo do Estado de São Paulo

Claudinei Valdemar Galo, é o Líder que Inspira desta semana, nascido em 27 de agosto de 1964 na cidade de São Paulo, Galo vive em Suzano desde os seus primeiros dias de vida e é filho do ex-vereador e ex-presidente da Câmara de Suzano, Antonio Valdemar Galo, um dos fundadores da Vila Amorim.

Nesta entrevista, o atual secretário de transporte de Suzano abre o coração e revela bastidores de sua vida desde os primórdios de sua infância, até a fase adulta em Suzano. Galo, deixa uma bela mensagem de inspiração e fez questão de ressaltar o amor ao próximo como seu lema de vida.

Gabriel Souza: Como iniciou sua história com a cidade de Suzano?

Galo: Na verdade, os primeiros a chegarem na cidade de minha família foram os meus pais, em 1951. Meu pai foi um dos fundadores do bairro da Vila Amorim e com muita honra, posso afirmar, que ele viveu o mundo na cidade, sendo vereador duas vezes e presidente da câmara de Suzano e veio a falecer em 1984, deixando um legado político indireto para mim. Nunca fui candidato, nem almejei cargo político, mas sempre gostei de atuar com a população.

Trabalhei 27 anos como policial do estado e quando me aposentei em 2012, fui convidado pela gestão anterior para ser secretário na cidade. Em 2016, o prefeito Rodrigo Ashiuchi me chamou para ser secretário de assistência social, mas acredito que não me encontrei ali. Fui para Ferraz, não deu certo, e tive o prazer de poder retornar para Suzano, onde me encontro atualmente muito feliz e trabalhando bastante aqui na secretaria de transporte e mobilidade urbana.

Gabriel Souza: Secretário, seu pai possui um grande legado aqui na cidade, não atoa ele possui uma escola em seu nome como homenagem. Qual a história marcante que o senhor se recorda de ter vivido com seu pai na política?

Galo: Tivemos várias histórias marcantes. Na década de setenta, nós tivemos um projeto chamado Cura na Vila Amorim, os mais antigos na cidade vão se lembrar, na época meu pai esteve em Brasília com o prefeito que estava no cargo na ocasião, e foi então que eles conseguiram os primeiros investimentos para a Vila Amorim. Ali não havia asfalto e muitos problemas de enchentes e com isso, houve um progresso imenso para trazer o projeto Cura que garantiu avanços rápidos e benéficos para aquele bairro.

Gabriel Souza: Nos anos 70, quais os pontos que o secretário Claudinei Galo mais gostava de frequentar em Suzano?

Galo: Nós tínhamos muitos pontos, me lembro naquela época, quando garoto, frequentava a praça João Pessoa e brincava muito naquele local. Na juventude, frequentava alguns bailes dos anos 80 e me lembro de muitos lugares que eu frequentava. Essa cidade me garantiu minha estrutura, para conseguir ter minha família e viver em harmonia aqui atualmente, então, as lembranças são muitas.

Gabriel Souza: Secretário, sem defender o prefeito Rodrigo (Risos), mas na sua opinião, qual foi o melhor chefe do executivo que essa cidade já teve?

Galo: Na verdade acho que todos tiveram suas contribuições. O que mais marca o Rodrigo Ashiuchi, é a votação dele, a maior da história. Isso, eu gostaria de ver novamente, mas em vida não vou conseguir, pois além da votação, ele conseguiu um progresso único na cidade. Ele estabelece metas na cidade e consegue alcançar todas e atualmente, o principal objetivo dele é tirar o pensamento de que o segundo mandato, não há ações, pelo contrário, ele prega que devemos trabalhar intensamente para mudar cada dia mais o rumo e futuro da cidade. Sem dúvidas, para o nossos dias, ele é o mais marcante. Pedro Miyahira também foi um prefeito marcante com o aumento do ramo empresarial na cidade.

Gabriel Souza: O que representa Suzano atualmente em sua vida?

Galo: Suzano é a cidade que amo atualmente, minha paixão é acordar e falar que vou trabalhar por Suzano e reitero meu compromisso com o prefeito e principalmente com a população. Minha grande vontade todos os dias é trabalho, trabalho e trabalho, desta forma, contribuindo com o crescimento da cidade.

Gabriel Souza: O senhor é conhecido na cidade pela palavra trabalho. Como é sua rotina Secretário? Que horas o senhor trabalha? Acorda? A impressão que temos, é o senhor Full Time incontáveis horas por dia.

Galo: O bom desse legado de ser reconhecido como trabalhador, é a parte na qual a população me vê atuando. Vejo diversas fotos na internet referente a isso e fico muito feliz, pois vejo que a secretária de trânsito funciona muito bem. Minha rotina é cercada de pessoas, possuo comprometimento com a secretária na qual fui designado. O meu horário de trabalho realmente é diferenciado (Risos), acordo diariamente às 8h, trabalho até às 17h na secretaria e na rua e depois disso, descanso em casa até por volta das 20h e logo após, volto para as ruas para vistoriar algumas ações na cidade, como por exemplo, recentemente, a Avenida Armando Salles, que está sendo realizada com um material diferenciado. Trabalho

Gabriel Souza: Como você vê o futuro da cidade?

Galo: Atravessou muitos problemas e há muitas obras para serem realizadas que vão transformar a cara da cidade. Na secretaria de trânsito, estamos fazendo a ciclovia na Avenida Brasil, além das já realizadas. Vamos fazer uma ciclovia próximo a Marginal do Una e em Palmeiras. Até o fim do ano, pretendemos criar a escola de educação do trânsito para crianças no Parque Max Feffer, que são os condutores do amanhã. E sinalizações devem ser realizadas e também, importantes pavimentações que vão ser anunciadas em breve.

Jornal Oi: O que a população pode continuar esperando do Claudinei Galo?

Galo: Minha inspiração é o amor ao próximo, como define Chico Xavier, para sempre pensarmos no outro quando realizamos algo, e ele define muito bem isso. É algo que me inspira, para que eu trabalhe todos os dias buscando acertar, e quando erro, sou humildes para reconhecer. A principal inspiração também, é saber que estamos no caminho certo, atuando de forma a pensar no próximo, em salvar vidas no trânsito, principalmente, para que os familiares não fiquem com sequelas que jamais são curadas ao perder um familiar. O que a população pode continuar contando comigo, enquanto secretário, é que estou buscando trabalhar de forma efetiva para transformar o trânsito da cidade.