Mogi: Frente Parlamentar recebe o apoio do Sincomércio para arrecadação de absorventes
O Sincomércio de Mogi e Região selou parceria com o grupo formado pelas vereadoras Fernanda Moreno, Inês Paz e Malu Fernandes/ Foto: Divulgação
Instituto Nacional de Tecnologia e Saúde

A Frente Parlamentar em Defesa dos Direitos das Mulheres da Câmara Municipal de Mogi das Cruzes ganhou mais um aliado na realização da Campanha “Dignidade Menstrual”.

O Sincomércio (Sindicato do Comércio Varejista) de Mogi e Região do Alto Tietê selou parceria com o grupo formado pelas vereadoras Fernanda Moreno (MDB), Inês Paz (PSOL) e Maria Luiza (Malu) Fernandes (SD) para ser ponto de coleta e indicar estabelecimentos comerciais para serem pontos de arrecadação de absorventes higiênicos que serão distribuídos às jovens e mulheres em situação de vulnerabilidade.

“A pobreza menstrual é algo que tem sido discutido atualmente, e claro, algo que precisa ser combatido, pois pode afetar a autoestima, o convívio em sociedade e também o desempenho da mulher no mercado de trabalho. É uma ação social de grande valia e que o Sincomércio precisa dar uma parcela de contribuição”, comentou o presidente da entidade, Valterli Martinez, durante reunião.

A Campanha “Dignidade Menstrual” é originária do Projeto de Lei 18/21, recém aprovado na Câmara Municipal, de autoria das três vereadoras e que prevê a distribuição gratuita dos absorventes às mulheres, jovens e pessoas que menstruam, nos Centros de Referência de Assistência Social (CRAS), Unidades Básicas de Saúde (UBS) e escolas da cidade.

O Projeto foi aprovado com uma emenda substitutiva da Comissão Permanente de Justiça e Redação da Casa, que colocou a inscrição no CRAS como condição para o recebimento dos kits.

No projeto original estava determinado que receberiam os utensílios pessoas entre 10 e 50 anos com renda de até 1 salário mínimo.

“É uma questão que está no dia a dia das mulheres jovens da periferia que não tem condições de ter os absorventes adequados. É uma questão de saúde pública”, pontua Inês Paz.

“A pobreza menstrual é um assunto que precisa ser mais conversado dentro da nossa sociedade, assim como os efeitos e constrangimento que as jovens e mulheres mais carentes enfrentam no trabalho e nas escolas. Com apoio do comércio, estaremos quebrando barreiras e tornando o assunto mais natural”, completou Fernanda Moreno.

“Ter apoio do Sincomércio é  de extrema importância para o sucesso da campanha, tanto para a autorização como também fazer indicação de pontos de doação, como perfumarias, farmácias e demais estabelecimentos comerciais do segmento feminino”, resumiu a vereadora Malu Fernandes.

A ação, que acontece também com apoio do Fundo Social de Solidariedade de Mogi das Cruzes, segue durante o mês de agosto.