Mesmo com estrutura precária, Guarda Municipal de Ferraz realiza mais de oito mil ações em 2021
A Guarda ferrazense também elaborou 299 boletins de ocorrência, sendo 15 deles com a polícia civil/ Foto: Jonathan Andrade - SecomFerraz
Tenda Atacado

A Guarda Civil Municipal (GCM) de Ferraz de Vasconcelos divulgou balanço dos atendimentos realizados no primeiro quadrimestre desse ano.

Foram 8.298 ações promovidas em toda a cidade no período em questão. Além de atender ocorrências por meio de denúncias dos munícipes, cabe destacar que a corporação também realiza o patrulhamento preventivo.

Foram 6.397 rondas preventivas em bairros da cidade, 490 rondas preventivas em unidades de ensino, bem como 372 patrulhamentos em unidades de saúde do município.

A Guarda ferrazense também elaborou 299 boletins de ocorrência, sendo 15 deles com a polícia civil.

A GCM também atendeu 376 ocorrências de perturbação ao sossego. O combate à prática tem sido um dos carros-chefes da Guarda, assim como a luta contra crimes ambientais, até com o objetivo de manter a cidade limpa.

Da mesma forma, a corporação realizou 187 fiscalizações viárias, 106 fiscalizações em parceria com o departamento de Fiscalização de Posturas da prefeitura, e ainda 57 fiscalizações ambientais.

Por fim, nos quatro primeiros meses de 2021, a GCM registrou quatro casos de flagrante, sendo por roubo, violência doméstica, furto e ameaça.

O comandante da Guarda ferrazense, Cleverson Ramos, comentou sobre o balanço.

“Nós gostaríamos que estes números fossem muito menores, pois isso indicaria a diminuição da criminalidade em Ferraz. Mas, por outro lado, os dados mostram que a GCM trabalha em prol da população, atendendo às ocorrências, estando nas ruas para estar perto do problema e inibir práticas criminosas no município”, disse Ramos.

Fiscalização do fim de semana 

Durante o último fim de semana, a GCM aplicou três multas. Um dos casos ocorreu na rua Itaquaquecetuba, no Jardim Dayse.

O atendimento foi por conta de uma festa clandestina que estava ocorrendo em uma chácara.

A aglomeração resultou na multa do responsável pelos shows e do dono do espaço, que inclusive estava funcionando sem os documentos necessários.

A outra ocorrência foi atendida na rua Francisco Sperandio, na Cidade Kemel. Um estabelecimento comercial foi denunciado por perturbação do sossego. Na oportunidade, o responsável foi multado e uma caixa de som apreendida.