Enfermeira de 57 anos é a 1ª pessoa vacinada contra a Covid em Guararema. Cidade recebeu 280 doses
A enfermeira Maria Cristina Duarte Santiago, de 57 anos, que trabalha na Santa Casa da cidade desde 1999, foi a primeira pessoa vacinada em Guararema/Foto: Divulgação
Prefeitura de Guararema

Guararema iniciou nesta quinta-feira, 21, a campanha de vacinação contra a Covid-19. A enfermeira Maria Cristina Duarte Santiago, de 57 anos, que trabalha na Santa Casa da cidade desde 1999, foi a primeira pessoa vacinada.

“Estou muito emocionada por estar representando os profissionais de saúde e ser a primeira pessoa imunizada no município. Estou aqui em nome de uma classe que está na linha de frente do enfrentamento à pandemia”, relata.

Mãe de duas filhas, que também são enfermeiras, Maria diz que a emoção enquanto filha se sobrepõe nesse momento, pelo fato de morar com a mãe idosa.

“Estou muito feliz por ser vacinada e oferecer menos riscos à minha mãe, que mora comigo. Ela tem Alzheimer e nesses meses eu vivi com medo de transmitir o vírus para ela”, pontua.

A chegada das vacinas ocorreu na Central de Vacinação Coronavírus (Cevac), no bairro Nogueira e foi acompanhada pelo prefeito de Guararema, José Luiz Eroles Freire, o Zé.

“A Maria é um símbolo dos profissionais de saúde da cidade que prestam um serviço fundamental para a população. Hoje é o começo do fim da pandemia no nosso município. São poucas vacinas, mas mais doses virão e logo isso vai passar”, afirma Zé.

Ao todo, o município recebeu 280 doses da CoronaVac, por meio do Governo do Estado de São Paulo.

As vacinas do primeiro lote serão utilizadas para imunizar trabalhadores de saúde que atuam na Santa Casa e estão na linha de frente do combate à pandemia.

Todos os idosos que se encontram em asilos do município também serão imunizados. A previsão é de que as doses sejam aplicadas até o próximo sábado, 23.

Para a secretária municipal de Saúde, Adriana Martins, apesar de a vacina representar um sinal de esperança, os cuidados para prevenir a transmissão do coronavírus devem continuar.

“Aqui nós temos a esperança de um mundo melhor. Estamos felizes com a chegada da vacina, com a estrutura que montamos, mas precisamos ter a consciência de que a pandemia ainda não acabou e que é necessário intensificar os cuidados. Lavem as mãos, evitem aglomerações e usem máscara para contermos o avanço da doença”, destaca.

De acordo com ela, não há vacina para todos. “A quantidade é suficiente para vacinar aproximadamente 50% dos trabalhadores da saúde que atuam no município”, explica.

Ao todo, a rede pública de Guararema conta com aproximadamente 470 profissionais, incluindo servidores que colaboram no atendimento, na limpeza, no transporte, entre outros.

A definição de que os trabalhadores da Santa Casa deveriam ser os primeiros a receber a dose foi proposta pela Secretaria de Saúde e compartilhada com o Conselho Municipal de Saúde.

Também foi em conjunto com o órgão colegiado, cujos membros representam de forma paritária a sociedade civil e o poder público, que a enfermeira Maria foi selecionada para inaugurar a vacinação na cidade.

Grupos prioritários

Os grupos prioritários da primeira fase da campanha, definidos pela Política Nacional de Imunização, são compostos por trabalhadores da saúde, indígenas, quilombolas e idosos que se encontram em asilos.

Guararema aguarda o envio de mais doses da vacina para seguir o cronograma. Outras informações sobre prazos, calendário e demais procedimentos serão amplamente divulgadas pela Secretaria de Saúde conforme o recebimento de doses.

Pré-cadastro

A Secretaria de Saúde de Guararema destaca que não é necessário ir até a Central de Vacinação Coronavírus, ou a qualquer unidade de saúde do município, para fazer o pré-cadastro para receber a vacina contra a Covid-19.

A Pasta informa que o procedimento pode ser feito pela internet (no site https://vacinaja.sp.gov.br/) por quem se encaixar no público-alvo da primeira fase da campanha.