Jornal Oi cobra do governo federal a entrega de 600 apartamentos que estão com as obras paradas na periferia de Suzano
Confira os esclarecimentos do Ministério do Desenvolvimento Regional que é comandado pelo ministro Rogério Marinho/ Foto: Divulgação

Neste inverno, que registra temperaturas baixíssimas, centenas de famílias seguem morando em situação degradante  em favelas e comunidades. Como é o caso das pessoas que sobrevivem em uma favela do Jardim Monte Cristo.

Conforme o Jornal Oi já destacou, essas centenas de famílias (ou a parte delas) já poderiam estar morando em lugares mais apropriados.

Só no Jardim  Europoa, bairro da região Norte de Suzano, cerca de 600 apartamentos que começaram a ser construídos em 2014 estão com as obras paradas.

Sendo que esses apartamentos (quando finalizados) poderão receber as famílias do Monte Cristo e outras que moram em condições precárias em Suzano.

Em razão dessa situação, das pessoas morando em barracos e apartamentos a espera da conclusão do residencial, é que o Jornal Oi questionou o governo federal sobre a retomada e finalização das obras que já receberam investimentos de mais de R$ 50 milhões.

Confira a seguir as perguntas do Jornal Oi e os esclarecimentos do Ministério do Desenvolvimento Regional que é comandado pelo ministro Rogério Marinho.

Jornal Oi – Quando efetivamente a obra do Residencial II começou?

Jornal Oi – Quantas e quais empresas já trabalharam na construção desse conjunto?

Jornal Oi – No total, quanto de dinheiro já foi investido nas obras dessas 600 unidades?

Jornal Oi – Quantos % das obras já foram executadas em cada um dos blocos?

Ministério do Desenvolvimento Regional/governo federal: O Residencial Suzano 2 foi contratado em dezembro de 2014, com a empresa Qualyfast Construtora LTDA, no valor de R$ 44,7 milhões, para a construção de 600 unidades habitacionais voltadas ao atendimento da Faixa 1 do então Programa Minha Casa, Minha Vida (MCMV).

O empreendimento apresenta 97% de execução de obra, tendo sido liberado R$ 43,5 milhões por parte do Governo Federal, além de R$ 11,6 milhões provenientes do Programa Casa Paulista.

Jornal Oi – Já houve algum tipo de conversa entre a Prefeitura de Suzano e o Ministério para que o projeto fosse retomado e finalizado?

Ministério do Desenvolvimento Regional: O Residencial Suzano 2 teve sua obra paralisada em março deste ano, após abandono por parte da construtora, que alegou problemas financeiros.

Desde então, o MDR e a instituição financeira responsável pela contratação – Banco do Brasil (BB) –, com auxílio da Prefeitura de Suzano, têm atuado para retomar a sua execução.

Jornal Oi – Existe algum cronograma da Secretaria de Habitação do governo federal para a retomada, finalização e entrega desse conjunto no Jardim Europa?

Ministério do Desenvolvimento Regional: Não. Será preciso aguardar a conclusão da proposta de orçamento, a ser apresentada ao BB pela empresa interessada. Somente após sua conclusão e aprovação é que poderá ser estimado o novo cronograma.

Jornal Oi – Qual a previsão de investimentos para finalização do Residencial II?

Jornal Oi – O projeto ainda chama-se Minha Casa Minha Vida ou ganhou outro nome?

Ministério do Desenvolvimento Regional: Será necessário aguardar a conclusão da proposta de orçamento, a ser apresentada ao BB pela empresa interessada, para que sejam calculados os valores necessários para finalização do empreendimento.

De acordo com o Art. 25 da Lei nº 14.118, de 12 de janeiro de 2021 – a qual institui o Programa Casa Verde e Amarela (PCVA) -, a partir do dia 26 de agosto de 2020, todas as operações com benefício de natureza habitacional geridas pelo governo federal integrarão o novo Programa.