Iniciada em 2014, obra da UPA em Calmon Viana segue parada e sem previsão de retomada
A obra foi lançada em 2014 pelo ex-prefeito Testinha, esposo da atual prefeita. Inicialmente, a UPA deveria ser entregue pela prefeitura no primeiro semestre de 2015/ Foto: Divulgação
INTS – O Instituto Nacional de Tecnologia e Saúde

O Jornal Oi questionou o governo de Poá comandado pela prefeita Marcia Bin (PSDB) sobre o que será feito para concluir a obra da UPA de Calmon Viana.

A obra foi lançada em 2014 pelo ex-prefeito Testinha, esposo da atual prefeita. Inicialmente, a UPA deveria ser entregue pela prefeitura no primeiro semestre de 2015.

Após a UPA não ter sido entregue no ano previsto, o segundo prazo foi estipulado pelo então prefeito Marcos Borges (PPS) que prometeu inaugurar até o segundo semestre de 2016. Novamente entregou apenas sonhos e palavras para a população.

A UPA inicialmente tinha como previsão realizar o atendimento 24 horas por dia, com capacidade para receber até 300 pacientes com o principal objetivo de desafogar o Hospital Municipal Dr. Guido Guida, na Vila Medina.

Após as promessas nunca terem sido entregues, os anos foram passando e a obra ficando cada vez mais abandonada e largada às traças. Revelando um cenário de terra arrasada em Poá.

O Jornal Oi questionou o atual governo para verificar se irá fazer algo para concluir o importante equipamento de saúde.

Vale ressaltar que a conclusão da UPA de Calmon Viana esteve presente no plano de governo, das eleições de 2020, da atual prefeita Marcia Bin.

Confira abaixo os questionamentos e as respostas emitidas pela prefeitura de Poá:

Jornal Oi – Nos primeiros 120 dias deste governo qual foi à solução da prefeitura para a obra onde seria instalada uma UPA em Calmon Viana?

Prefeitura de Poá: Objetivo principal é reduzir custos para equilibrar a saúde financeira do município e sanar os déficits, para posteriormente, realizar investimentos

Jornal Oi – Qual é a situação hoje desta obra?

Jornal Oi – Quando algum tipo de serviço público será oferecido neste local?

Prefeitura de Poá: Esta obra está paralisada. O projeto é Unidade de Pronto Atendimento com especialidades ainda a serem definidas.