Guarda Municipal prende acusado de violência doméstica. Neste ano 40 casos já foram registrados em Mogi
O enfrentamento à violência contra a mulher é uma diretriz do trabalho da Guarda Municipal/ Foto: Divulgação
Prefeitura de Suzano

A Guarda Municipal de Mogi das Cruzes prendeu, na noite de quarta-feira, 21, um homem acusado de violência doméstica, no distrito de Jundiapeba. A ocorrência foi registrada na Central de Flagrantes, onde a prisão do acusado confirmada.

O enfrentamento à violência contra a mulher é uma diretriz do trabalho da Guarda Municipal.

Neste ano, já foram registrados 40 casos de violência contra mulheres, descumprimento de medidas protetivas e violência doméstica. Deste total, foram 24 flagrantes, com prisões dos agressores.

Além disso, a Patrulha Maria da Penha, grupamento que atua diretamente na proteção das vítimas de violência doméstica, faz o acompanhamento de 230 mulheres que possuem medidas protetivas concedidas pela Justiça.

Na ocorrência desta quarta-feira, a Ciemp recebeu a denúncia de que um homem estava agredindo e ameaçando de morte sua esposa e seu enteado no apartamento em que moram.

Uma viatura foi encaminhada ao local e os guardas municipais encontraram as vítimas na porta do bloco do condomínio, que confirmaram a denúncia.

A equipe entrou no prédio e encontrou o homem sentado no sofá, tentando demonstrar naturalidade.

Foi determinado ao acusado que saísse do apartamento, mas ele passou a dizer coisas desconexas à equipe e voltou a ameaçar as vítimas.

Diante disso, foi dada voz de prisão ao agressor, que após apresentar resistência, mas foi encaminhado à Central de Flagrantes, onde a prisão foi ratificada e o acusado ficou à disposição da Justiça.

A Guarda Municipal atende a população pelo telefone 153, que funciona 24 horas por dia.