Governo de Poá, questionado pelo Jornal Oi, apresenta um raio-X das ações contra o câncer de mama
Chefiada pela prefeita Marcia Bin, o governo poaense esclareceu que possui um atendimento na atenção primária que é realizado gratuitamente por especialistas, além do fornecimento de exames/ Foto: Rodrigo Nagafuti – Secom Poá
Tenda Atacado

Na última semana, o Jornal Oi iniciou uma série de reportagens sobre as ações das prefeituras do Alto Tietê para prevenir, diagnosticar e tratar o câncer de mama.

O governo de Santa Isabel foi o primeiro a responder os questionamentos, que foram publicados pelo Jornal Oi na última terça-feira, 12.

Poá é a segunda cidade a se manifestar sobre o assunto. Chefiada pela prefeita Marcia Bin (PSDB), o governo municipal esclareceu que possui um atendimento na atenção primária que é realizado gratuitamente por especialistas, além do fornecimento de exames.

O novo governo informou também que não possui os números de quantos exames foram realizados na cidade devido ao município não possuir um oncologista, mas destacou que não há fila de pacientes a espera de exame ou tratamento.

Confira abaixo os questionamentos enviados pelo Jornal Oi e as respostas emitidas pela prefeitura de Poá:

Jornal Oi – Qual é a estrutura que o município possui hoje para prevenir, diagnosticar e tratar do câncer de mama na cidade?

Prefeitura de Poá: Contamos com o atendimento na atenção primária de saúde, realizado por especialistas da ginecologia e, após o exame, mediante a qualquer suspeita, a paciente é encaminhada para serviços especializados.

Jornal Oi – Nos primeiros 8 meses deste ano, quantos exames foram feitos e quantos casos foram diagnosticados na cidade?

Prefeitura de Poá: Não possuímos os números solicitados sobre os exames realizados dentro do município, em virtude da cidade não possuir um especialista em oncologia. Neste mês de outubro, em comemoração ao Outubro Rosa, estamos realizando uma ação de intensificação dos exames de mamografia.

Jornal Oi – Hoje qual é a fila de pacientes a espera de algum exame ou tratamento do câncer de mama na cidade?

Prefeitura de Poá: Devido a intensificação dos exames de mamografia, hoje a fila de espera encontra-se zerada.

Jornal Oi – Neste ano quantos óbitos ocorreram por câncer de mama na cidade?

Prefeitura de Poá: O município registrou, neste ano, três óbitos com hipótese diagnóstica de neoplasia maligna da mama.

Jornal Oi – Em 2020 quantos foram os óbitos por câncer de mama na cidade?

Prefeitura de Poá: O município registrou, em 2020, onze óbitos com hipótese diagnóstica de neoplasia maligna da mama.

Jornal Oi – O que o atual governo vai fazer para ampliar e melhorar o atendimento (preventivo e de tratamentos) para o câncer de mama? O que será feito e qual a previsão de datas?

Prefeitura de Poá: Realizamos orientações durante consultas médicas e de enfermagem sobre o autoexame da mama, incluindo também outros meios de prevenção do câncer, como do colo do útero, através do papanicolau.

A Secretaria realiza estudos para viabilizar a implantação de um mamógrafo em uma das Unidades Básicas de Saúde do município.