Governo de Arujá promove o acolhimento e oferece abrigo para pessoas em situação de rua
No primeiro dia de ação foram atendidas 13 pessoas em situação de rua, entre elas, seis concordaram em ser acolhidas/ Foto: José Cruz/EBC

Assim como no ano passado, a prefeitura de Arujá, por meio da Secretaria Municipal de Assistência Social, já se preparou para as quedas de temperatura que se aproximam.

As equipes especializadas da unidade do CREAS (Centro de Referência Especializado de Assistência Social) fazem o constante trabalho de abordagem diurna e noturna, onde, além de cobertores, são distribuídas também refeições para as pessoas em situação de rua.

O Fundo Social de Solidariedade também participou da ação e a presidente Clau Camargo levou mantas térmicas para as pessoas em situação de rua.

As abordagens noturnas, que durante o Verão eram feitas mensalmente, iniciaram nesta semana e serão realizadas diariamente, antecipando o calendário regular do serviço, pelo menos nas próximas semanas e até o início do Projeto Acolher.

No primeiro dia de ação, terça-feira, 17, foram atendidas 13 pessoas em situação de rua, entre elas, seis concordaram em ser acolhidas.

Foram distribuídos cobertores, mantas térmicas e refeições, além de estar sendo montado, pelas próximas noites, um abrigo temporário no ginásio Habib Tannuri, localizado no Jardim Planalto, onde está sendo aproveitado o espaço, devido ao remanejamento do local de vacinação Covid do ginásio para as UBSs.

Além das abordagens, a prefeitura de Arujá conta com o projeto “Acolher”, onde, em parceria com as Secretarias Municipais de Esportes, Saúde e Segurança Pública, a Secretaria de Assistência Social, por meio da equipe do CREAS, realizou, durante os meses de julho e agosto do ano passado, o serviço de acolhimento emergencial para pessoas em situação de rua, durante o período das noites mais frias do ano.

O projeto já está sendo preparado para atender às demandas deste ano. Ao ver alguém necessitando de ajuda, informe a Guarda Civil Municipal através do número 153, que a GCM acionará as equipes da rede de assistência social de Arujá.