Governador seja bem-vindo e não vá embora de Suzano sem apresentar datas para as obras da alça ao Rodoanel, Fatec e abertura do HC
Esta será a última visita do governador do Estado antes do início da campanha eleitoral/ Foto: Divulgação
Instituto Nacional de Tecnologia e Saúde

O governador do Estado de São Paulo, Rodrigo Garcia (PSDB), é esperado em Suzano na manhã deste sábado, 25, e de acordo com o que afirmou o prefeito Rodrigo Ashiuchi (PL) no início desta semana (na inauguração de uma Central de Triagem no Miguel Badra) nesta visita o governador irá anunciar o maior pacote de obras da história de Suzano.

Segundo o prefeito suzanense, serão anunciadas cerca de 15 obras nesta que será a última visita do governador do Estado antes do início da campanha eleitoral.

Sendo que no período de campanha o governador estadual não pode fazer anúncios de obras e projetos do Estado.

A expectativa sobre os anúncios de Rodrigo Garcia para Suzano é grande, mas o Jornal Oi vai cobrar a definição de pelo menos três projetos/obras que estão sendo prometidos para cidade há muitos anos e ainda não saíram do papel.

Trata-se da alça de saída do trecho Leste do Rodoanel, da construção da Fatec e da abertura para os pacientes da cidade e da região do Hospital das Clínicas de Suzano que desde a sua ‘inauguração em 2018’, só atende pacientes de longa permanência encaminhados por outras unidades de saúde do Estado.

No caso HC, os ex-governadores Alckmin, Marcio França e João Doria prometeram ‘abrir/ampliar’ o atendimento na unidade, mas não cumpriram com as promessas.

Rodrigo Garcia, portanto, precisa estabelecer uma  data para essa abertura e revelar como ela será implementada.

No caso da alça do Rodoanel, as promessas mentirosas também foram feitas pelos ex-governadores.

Neste sábado, em Suzano, Rodrigo Garcia precisa revelar os prazos para elaboração e conclusão dos projetos básico e executivo, sem os quais a obra não poderá ser iniciada.

Garcia precisa também revelar em qual data a obra física da alça ao Rodoanel será iniciada e de onde virão os recursos para a sua construção, seja pelo consórcio SPMar ou por outra empresa.

No caso da Fatec (cujo canteiro de obras está abandonado há cerca de 100 dias), o governador precisa revelar a data de quando será concluída a revisão do modelo construtivo, quando a obra física será iniciada e quando será aberto o primeiro vestibular na Fatec de Suzano.

Se não esclarecer esses três assuntos, o governo do Estado, mais uma vez, estará aplicando um passa moleque na cidade e nos suzanenses.

O Jornal Oi vai continuar cobrando que o governador assuma de uma vez por todas esses compromissos com Suzano e região.