Ferraz: prefeitura vai oferecer Educação Financeira nas escolas municipais
Inédito no município e de acordo com a Base Nacional Curricular Comum (BNCC), o projeto vai atender alunos do 3º, 5º e 9° ano do ensino fundamental/ Foto: Jonathan Andrade- Secom Ferraz

Para ajudar os estudantes administrarem o dinheiro desde cedo e promover o consumo consciente, a prefeitura de Ferraz de Vasconcelos, por meio da Secretaria de Educação, vai oferecer o Programa de Educação Financeira nas unidades da rede municipal.

Inédito no município e de acordo com a Base Nacional Curricular Comum (BNCC), o projeto vai atender alunos do 3º, 5º e 9° ano do ensino fundamental.

Nessa primeira etapa, o ciclo de formações conta com 167 professores e já foi iniciado com a preparação de cada conteúdo que será aplicado em sala de aula, o uso da plataforma de ensino, materiais didáticos necessários e organização do plano de aula.

Ao todo, 18 escolas municipais participarão do projeto, entre elas, as Emebs Myriam Penteado Rodrigues Alckmin, Primorosa Jorge do Nascimento, Abílio Secundino Leite, Antônio Bernardino Corrêa, Sara Tineue, Ângelo Castelo, Maria Andena, Diocésio de Meneses, Alfredo Fróes Neto, Helmuth Louis Baxmann, Halim Abissamra, Maria Margarida, Maria Inês Camilo, Joracy Cruz, José Sebastião, Luciano Poletti, Nurimar Rodrigues Hiar e Ruy Coelho.

O conteúdo será desenvolvido em sala de aula a partir do mês de agosto e temas como equilíbrio de contas, finanças pessoais, consumo, orçamentos, reserva de emergência e investimentos farão parte dos conteúdos.

Cada estudante receberá o material didático com três livros para uso em atividades e três livros de apoio aos pais. Além disso, haverá orientação para as famílias de forma online, pois alguns exercícios serão realizados em casa.

De acordo com a titular da pasta, Paula Trevizolli, a iniciativa desenvolverá habilidades e competências ao uso correto do dinheiro.

“A experiência de se informar sobre educação financeira produzirá mudanças significativas na vida desses jovens, com escolhas mais conscientes para a realidade da vida adulta. Esse conhecimento será levado para dentro de casa, agregando também de forma positiva a rotina financeira familiar”, afirma.