Empresários respondem de forma positiva ao convite do governo de Suzano para campanha de combate à fome
Segundo Garippo, secretários de Assistência e Desenvolvimento Social de Suzano, em abril a iniciativa arrecadou mais de 104 toneladas de alimentos/ Foto: Wanderley Costa/Secop Suzano
Prefeitura de Guararema

A Prefeitura de Suzano promoveu na última semana um encontro virtual com empresários da cidade para impulsionar a campanha “Suzano Contra a Fome”, que arrecada e distribui alimentos para famílias em situação de vulnerabilidade social.

Muitas empresas, de diferentes portes, se comprometeram a fortalecer a luta contra a insegurança alimentar no município.

Participaram da reunião os secretários municipais de Assistência e Desenvolvimento Social, Geraldo Garippo, e de Desenvolvimento Econômico e Geração de Emprego, André Loducca, bem como servidores do Fundo Social de Solidariedade e outros 30 convidados entre empresários e representantes de estabelecimentos comerciais.

Na ocasião, a administração municipal explicou a importância da campanha e convidou os gestores a contribuírem para a coleta de alimentos. Com isso, a expectativa é que as ações possam atingir cada vez mais pessoas.

Durante o encontro, os convidados foram apresentados ao Banco de Alimentos, que é gerenciado pelo Departamento de Agricultura e beneficia mais de 1,5 mil famílias cadastradas com alimentos frutos de doações.

Com a pandemia do novo coronavírus (Covid-19), as ações do setor foram intensificadas para atenuar a fome de quem se encontra em situação de vulnerabilidade.

O órgão recebe itens de empresas, do ramo de agricultura familiar da cidade e de qualquer cidadão que queira contribuir com o combate à fome em Suzano.

A reunião promoveu o engajamento tanto de grandes empresas da região como de estabelecimentos comerciais de menor porte, que atuam em bairros.

Os empreendimentos aderiram à campanha e trabalharão em conjunto com a Prefeitura para levar comida a quem mais precisa, seja com doações ou com outras medidas de incentivo, como a divulgação da iniciativa e a captação de alimentos com funcionários e com o público.

Com o retorno positivo dos convidados, a prefeitura disponibilizará nos próximos dias diversas caixas de acolhimentos de doações para as entidades parceiras.

Os repositórios ficarão em pontos estratégicos dos estabelecimentos para levar visibilidade à campanha e estimular as pessoas a contribuírem com alimentos não perecíveis.

Em sua fala, Loducca agradeceu ao comprometimento de todos nessa luta tão importante para a cidade. Ele ressaltou que qualquer um pode contribuir, inclusive comércios de menor porte.

“A fome foi uma das consequências mais severas da pandemia da Covid-19, portanto a participação de todos é essencial para que possamos levar comida a quem mais precisa”, afirmou.

Segundo Garippo, em abril a iniciativa arrecadou mais de 104 toneladas de alimentos.

“Muitas dessas doações vieram do empresariado local, então só temos a agradecer pela atitude solidária. A reunião foi extremamente produtiva e a luta contra a fome na cidade segue cada vez mais forte”, ressaltou.

Para os empresários e comerciantes que desejam saber como contribuir e fazer parte desta rede de solidariedade, basta entrar em contato com a administração municipal pelo e-mail heloize.campos@suzano.sp.gov.br.

Doações 

A campanha Suzano Contra a Fome aceita doações de todos, não só de empresas. Para os interessados em compartilhar esperança e ajudar o próximo, existem diversas formas de contribuir.

Você pode levar itens não perecíveis para a “VacinAção Solidária”, que acontece nos pontos de imunização da cidade durante os dias de aplicação das doses contra a Covid-19.

Também é possível ligar para o Fundo Social de Solidariedade, no telefone (11) 4745-2195, para saber como ajudar e contribuir com a doação de alimentos e outros itens, como materiais de higiene pessoal, cobertores e agasalhos.

Ou, se preferir, vá até o Banco de Alimentos, localizado na rua Abdo Rachid, 55, no centro da cidade. Doações de alimentos in natura por agricultores da cidade e região também podem ser feitas ao órgão.