Derli diz que a Frente Ampla não tem só partido da esquerda raiz, mas que contra Bolsonaro ‘vale tudo’; domingo vai ter carreata pró Lula e Haddad
Derli afirmou que existem divergências entre os partidos e lideranças que integram a frente em defesa da democracia e da eleição de Lula/ Foto: Divulgação
Instituto Nacional de Tecnologia e Saúde

O ex-vereador, ex-secretário municipal e atualmente secretário de Formação do PT de Suzano e articulador da Frente de partidos de esquerda em favor da eleição de Lula na eleição do próximo dia 2 de outubro, Derli Dourado, participou nessa quinta-feira, 4, do ‘Café na Redação’.

Derli praticamente repetiu algumas afirmações e considerações feitas na semana passada pelo ex-prefeito Marcelo Candido (PSOL) no que diz respeito à necessidade premente de, neste momento, os partidos de esquerda e até mesmo aquelas legendas políticas posicionadas mais ao centro estarem juntas para que (em primeiro lugar) o atual presidente Jair Bolsonaro seja ‘expelido’ do comando da República no início de 2023 e depois garantir (para o lugar de Bolsonaro) a eleição do ex-presidente Lula.

Para alcançar esse objetivo, o PT e suas principais lideranças em Suzano e região não pretendem desviar o foco para outras questões que não são consideradas tão essenciais para o projeto dos partidos progressistas quanto da retirada de Bolsonaro do poder.

Neste contexto, Derli optou (durante a entrevista ao vivo) por não apresentar posições ou fazer considerações mais contundentes em relação a algumas divergências identificadas pela reportagem do Jornal Oi em algumas manifestações e posturas de partidos (e de seus representantes) que integram essa frente partidária progressista.

Derli afirmou que existem divergências entre os partidos e lideranças que integram a frente em defesa da democracia e da eleição de Lula.

“As divergências existem, nem podemos falar que temos uma frente de esquerda na acepção da palavra. Temos um grupo de partidos que está disposto a livrar o País desse governo Bolsonaro. Estamos pagando caro pela falta de unidade da esquerda na eleição passada e agora estamos superando as divergências para garantir a eleição do presidente Lula”, argumentou Derli.

O ex-vereador informou ainda que neste domingo, 7, as forças progressistas e demais não tão progressistas que fazem parte do bloco partidário pró Lula e Haddad e contra Bolsonaro vai promover uma grande carreata na cidade de Suzano para conscientizar os eleitores da importância de se derrotar o bolsonarismo já no dia 2 de outubro.

A carreata vai começar no Rio Abaixo e seguirá para a área central de Suzano.