Construtora Patriani recebe o Título de Empresa Cidadã e diz que já investiu R$ 60 milhões em Suzano
O fundador da construtora, Valter Patriani, iniciou sua fala dizendo que estava "feliz pra caramba"/ Foto: Ricardo BIttner
PREFEITURA MUNICIPAL DE MOGI DAS CRUZES

A Câmara de Suzano entregou na noite dessa quarta-feira, 22, o Título de Empresa Cidadã à Construtora Patriani. A homenagem foi uma iniciativa do vereador Edirlei Junio Reis (PSDB), o Professor Edirlei.

Durante seu discurso, o parlamentar ressaltou a visão que a construtora teve sobre o crescimento de Suzano.

“Empresa veio para trazer emprego, gerar renda, apostar em um lugar onde muitos não estavam apostando”.

O prefeito de Suzano, Rodrigo Ashiuchi (PL), disse que a lei que possibilitou a construção deste empreendimento na cidade é resultado de “mais um” acerto da Câmara e da Prefeitura.

“Mais uma vez essa Casa de Leis e a Prefeitura acertam”, falou. Ele também frisou a geração de empregos e renda que a construção já trouxe e trará ainda mais para a cidade. “Mais um passo para o futuro da nossa cidade. Suzano é a bola da vez”, opinou.

O fundador da construtora, Valter Patriani, iniciou sua fala dizendo que estava “feliz pra caramba”.

“Receber esse título não é pouca coisa. É o primeiro título de Empresa Cidadã que a Patriani recebe. Fiquei muito feliz”, comentou.

Ele também fez questão de agradecer a todos os colaboradores; atualmente, a empresa tem 2.200 funcionários.

O homenageado, após fazer uma análise sobre a situação financeira da cidade que, segundo ele, é “destaque regional”, garantiu que continuará o investimento no município. “Já investimos em Suzano R$ 60 milhões. Vamos contar para o Brasil a força de Suzano”, argumentou.

O presidente da Casa de Leis, Leandro Alves de Faria (PL), o Leandrinho, ressaltou o crescimento econômico do município. Ele explicou que Suzano é uma cidade totalmente diferente hoje do que em 2007.

“Nós que temos que agradecer a vinda da Patriani para Suzano. Ficamos contentes e temos a certeza de que estamos no caminho certo. Suzano voltou a crescer, voltou ao topo do Alto Tietê”, opinou.