Tenda Atacado

Em meio ao avanço das novas variantes do coronavírus no estado, São Paulo bateu nesta segunda-feira o recorde de internações por Covid-19 desde o início da pandemia. O maior número registrado até então era de julho de 2020. Por isso, o governo deverá adotar novas medidas de endurecimento da quarentena já na quarta-feira e o Centro de Contingência fez recomendações de políticas de restrição de movimentação que poderão entrar em vigor ainda esta semana.

Os dados apresentados hoje pelo governo paulista apontam uma queda de 9,5% no número de novos casos nesta semana em relação à anterior. Foram 9.275 casos contra 8.573. No entanto, o número internados teve um salto de 5,5%. Na semana anterior eram 1.457 novos hospitalizados e, nesta, 1.538.

Por conta do aumento de internações, o secretário alertou que está ocorrendo “desobediência” por parte da população.

O coordenador-executivo do Centro de Contingência, João Gabbardo, informou que o grupo apresentou novas regras de flexibilização da atividade econômica para o Plano SP. As medidas têm como objetivo endurecer a quarentena.