Nesta segunda-feira (14), o ministro da saúde, Marcelo Queiroga, afirmou que o presidente Bolsonaro (sem partido) será vacinado contra a Covid-19 “quando ele assim desejar”.

O ministro destacou que o governo federal é “liberal” e que o presidente é defensor do “direito à liberdade”.

Bolsonaro tem 66 anos, e já poderia ter sido vacinado no mês de abril.

“Quando ele assim desejar. O presidente sempre pregou a liberdade das pessoas. Nosso governo é um governo liberal, o direito à liberdade e o direito às escolhas, e na hora que o presidente se sentir confortável, ele vai tomar a decisão dele”, afirmou o ministro Marcelo Queiroga.

O presidente Jair Bolsonaro afirmou diversas vezes que não tomaria uma vacina contra a covid-19. Momentos depois, ressaltou que poderia ate ser imunizado, mas somente após o último brasileiro ser vacinado.