Cidade de Suzano potencializa campanha contra o descarte irregular com a ‘Liga do Entulho Zero’
Liga do Entulho Zero foi criada para conscientizar a população sobre o descarte de resíduos/ Foto: Irineu Junior/Secop Suzano

A Prefeitura de Suzano deu início neste mês a uma nova campanha de combate ao descarte irregular na cidade.

Com o nome de “Liga do Entulho Zero”, a iniciativa lúdica criou um grupo de super-heróis suzanenses que simbolizam a luta contra essas irregularidades.

A medida foi criada para reforçar a importância de dar o destino correto aos resíduos descartáveis e fortalecer a luta contra esses crimes.

Por meio dos mascotes da campanha e de diversas ações de conscientização, a administração municipal espera alertar a população sobre a necessidade de encaminhar resíduos de construção civil (entulhos) e outros objetos para os locais adequados de descarte, ou seja, um dos três ecopontos do município, que estão aptos a receber os mais variados tipos de resíduos.

Além disso, a iniciativa ainda estimula os moradores a contribuírem com esta luta, denunciando situações de descarte ou caçambas de entulho irregulares por meio do site (www.suzano.pontosviciados.com.br) ou pelo telefone 0800-774-2007.

A Liga do Entulho Zero é composta por cinco super-heróis: o Super Pneu, a Super Vidraça, o Homem Cimento, o Incrível Tijolo e o Capitão Sofá.

Cada um deles está empenhado em evitar o descarte irregular de um tipo de resíduo. Juntos, eles combatem a representação dos crimes ambientais da cidade: o monstro Lixo Papão.

A iniciativa ainda reforça a importância de dar o destino correto a móveis usados, pedaços de vidros, cimento, tijolos e outros restos de construção civil (entulhos), o que envolve madeira, aço, concreto, gesso, telhas, entre outros resíduos que são gerados em qualquer processo de construção, reforma, demolição ou escavação.

Os trabalhos envolvendo o combate irregular em Suzano são feitos pela Secretaria Municipal de Manutenção e Serviços Urbanos, com o apoio da pasta de Meio Ambiente.

Caso não sejam descartados corretamente, estes itens favorecem casos de enchentes, podem causar muitos prejuízos ao meio ambiente, impactam a circulação de veículos, além de contribuírem para a proliferação de insetos nocivos à saúde pública, como escorpiões ou até mesmo o mosquito Aedes aegypti, transmissor de doenças como Dengue, Zika e Chikungunya.

Descartar resíduos em locais impróprios é crime ambiental e passível de multa de R$739,80, de acordo com o Código de Posturas de Suzano (lei municipal complementar nº 14/1993).

Atualmente, a cidade conta com três ecopontos com atendimento de segunda a sexta-feira, das 8h30 às 16h30, e aos sábados, das 8 às 12 horas, exceto feriados.

O primeiro fica no Parque Maria Helena, na rua Antônio Francisco dos Santos, 186. Ele é destinado para o recebimento de restos de construção civil (entulhos), móveis e equipamentos domésticos, resíduos de poda e jardinagem, recicláveis, óleos de cozinha, pilhas, baterias e latas de tinta vazias.

O segundo fica na Cidade Boa Vista, na rua Vitor Miguelino, 553, e recebe todos os tipos de pneus.

Já o terceiro, da Marginal do Una, fica na rua Afonso Nícola Redondo, s/n, na Vila Figueira. O espaço é próximo à avenida Governador Mário Covas Júnior e recebe tanto entulhos como materiais recicláveis. Para mais informações, basta ligar para o telefone (11) 4745-2119.

O titular da pasta de Meio Ambiente, André Chiang, disse que a campanha foi criada de forma criativa e lúdica para estimular a adesão dos moradores, de forma que eles olhem com mais atenção para os casos de descarte irregular no município e percebam que isso pode ser evitado com a participação de todos.

“Nossa cidade conta com uma estrutura completa para a captação e tratamento destes resíduos, os três ecopontos estão à inteira disposição da população para receber vários tipos de materiais. Contamos com o auxílio dos suzanenses para coibir estes crimes e preservar o meio ambiente. Todos podemos ajudar, seja dando o destino correto aos resíduos ou denunciando os casos que forem vistos”, destacou.

Segundo o secretário municipal de Manutenção e Serviços Urbanos, Samuel Oliveira, a cidade infelizmente conta com alguns pontos viciados de descarte irregular, onde as equipes realizam trabalho semanal de limpeza.

“É preciso conscientização para que estes casos acabem e seja possível manter os espaços limpos. A preservação ambiental é um compromisso de todos, só com o apoio e participação ativa da população conseguiremos impedir esses crimes”, reforçou.