Cerca de 380 motoristas da Radial aguardam vacinas em Suzano, Ferraz e Poá
Esta é uma antiga reivindicação dos profissionais, que estiveram expostos ao Covid-19 desde o início da pandemia/ Foto: Divulgação
Prefeitura de Guararema

Os 380 motoristas da Radial Transporte, que trabalham nas linhas municipais nas cidades de Ferraz de Vasconcelos, Suzano e Poá, estão na expectativa de tomar a primeira dose da vacina contra o novo coronavírus.

Conforme anunciado pelo governador João Doria durante coletiva de imprensa, a categoria deverá ser imunizada a partir desta terça-feira, 18.

Esta é uma antiga reivindicação dos profissionais, que estiveram expostos ao Covid-19 desde o início da pandemia.

Afinal, não houveram interrupções tanto no transporte metropolitano quanto no intermunicipal em nenhuma das fases restritivas da pandemia.

Os profissionais entendem que a vacinação está ligada a valorização de uma categoria essencial e que está exposta ao risco de contágio, apesar dos cuidados tomados por parte da Radial Transporte e pelos seus colaboradores.

A empresa traçou como meta a responsabilidade transportar médicos e enfermeiros aos hospitais, farmacêuticos, e outros profissionais de funções essenciais no auge da crise sanitária.

Como agora está ajudando na retomada da economia, ao levar as pessoas para seus locais de trabalho e para compras.

A Radial foi a primeira empresa do Brasil a priorizar a higienização de seus carros, distribuir máscaras e colocar álcool em gel em seus terminais urbanos.

A empresa entende que a vacina protegerá saúde de seus empregados, mas também permitirá que as operações continuem sendo realizadas com segurança, gerando renda e empregos neste momento em que a economia de São Paulo começa dar os primeiros passos para a reabilitação.

Como sempre destacou em suas redes sociais e seus pronunciamentos públicos, a Radial pede que todos não se esqueçam de usar máscara, higienizar as mãos com álcool em gel e evitar aglomerações.

Os ônibus da Radial são arejados e limpos todos os dias com produtos de limpeza industrial. É um cuidado que a empresa tem para proteger a sua saúde.

A Radial Transporte adotou todas as orientações sanitárias estipuladas pela Organização Mundial da Saúde (OMS) para impedir a disseminação do novo coronavírus no Alto Tietê.

Medidas como a distribuição de máscaras descartáveis aos passageiros considerados do grupo de risco, disponibilização de recipientes com álcool em gel nos terminais rodoviários, assim como a produção de cartazes informativos sobre os modos corretos de prevenção e os principais sintomas, foram adotadas desde a confirmação do primeiro infectado pelo vírus em território nacional, na cidade de Mogi das Cruzes em 30 de janeiro de 2020.

“A gente não ficou de braços cruzados”, comenta Júlia Pereira, coordenadora de Recursos Humanos da empresa.

“Nós mobilizamos as equipes e as gerências de todas as garagens desde a primeira notificação. Traçamos planos, estudamos o cenário e aplicamos nossa estratégia para melhor combater a pandemia“.

“É nosso dever prezar pela saúde dos passageiros, e este é nosso compromisso com a população. Não poupamos esforços para garantir a segurança das pessoas, principalmente aqueles que trabalham em hospitais, farmácias, mercados e em outros serviços essenciais”, conclui.