Campanha da Fundação Banco do Brasil beneficia 2.500 moradores de Mogi e região
A distribuição dos alimentos é feita pela prefeitura de Mogi, por meio da logística do programa Quitanda Social/ Foto: Divulgação
INTS – O Instituto Nacional de Tecnologia e Saúde

Os produtores rurais e os moradores de Mogi das Cruzes e região estão sendo mais uma vez beneficiados pela campanha de ajuda humanitária “Projeta e Salve Vidas”, da Fundação Banco do Brasil e parceiros.

Agora em 2021, a instituição destinou um recurso no valor de R$ 300 mil à Cooperativa de Produtores Rurais de Jundiapeba e Região (Cooprojur), que se encarrega da compra de alimentos e tudo, na sequência, é doado a entidades e pessoas em situação de vulnerabilidade social.

O projeto é de grande ajuda, em especial no atual contexto pandêmico e beneficia tanto os produtores rurais, que conseguem vender e dar vazão aos produtos que cultivam, quanto pessoas de diversas partes do município, que enfrentam dificuldades e muitas vezes se encontram em situação de insegurança alimentar.

Ao todo, são 22 organizações não governamentais (ONGs), cerca de 100 produtores rurais e 2.500 famílias de Mogi das Cruzes e região beneficiados pela campanha.

A distribuição dos alimentos é feita pela prefeitura de Mogi, por meio da logística do programa Quitanda Social.

Assim, todas as semanas, os alimentos chegam aos pontos de distribuição previamente definidos e ali mesmo são entregues para as comunidades locais, em especial pessoas já cadastradas e referenciadas pelas unidades do CRAS.

Até o momento, já foram 1.807 cestas entregues. Nesta semana, os trabalhos continuam e serão mais 560 kits alimentares distribuídos.

Os bairros de Mogi onde acontecem as entregas são Mogilar, Vila Nova União, Jardim Layr, Jundiapeba, Vila Moraes, Biritiba Ussu, Vila Pomar, Conjunto Habitacional Vereador Jefferson da Silva, Jardim Piatã e Residencial Novo Horizonte.

Além de produtos frescos comprados de agricultores locais, como verduras e legumes, estão sendo entregues itens de mercearia, como arroz, feijão, açúcar, farinha e sabonete.

O projeto é mais uma ação de apoio aos produtores rurais e às famílias que sofrem os impactos da pandemia.

A iniciativa envolve a Fundação Banco do Brasil, o projeto FaçaumBemINCRÍVEL, a Cooprojur, a Coordenadoria de Desenvolvimento Rural Sustentável (CDRS) e também a prefeitura de Mogi, por meio das Secretarias Municipais de Agricultura e Assistência Social.

O projeto FaçaumBemINCRÍVEL é uma iniciativa dos Agricultores de Quatinga, que visa evitar o desperdício de produtos agrícolas e destiná-los a famílias em necessidade.

A ação foi criada por conta da dificuldade na comercialização nesses itens, trazida pela pandemia da Covid-19.

O projeto, que tem uma vaquinha virtual em andamento, recebeu em 2020 o prêmio  Empreendedor Social do ano em resposta à Covid-19, na categoria “Legado Pós-Pandemia”.

Sobre a campanha 

A campanha Proteja e Salve Vidas está sendo realizada desde 2020 e já beneficiou mais de 1,7 milhão de pessoas em situação de vulnerabilidade em diversas regiões do país.

Desde abril de 2020, foram R$ 14,2 milhões em investimento social, 5.500 agricultores familiares participantes, 131 mil cestas de alimentos e 255 mil pessoas atendidas.

O repasse dos recursos é feito a instituições sem fins lucrativos que atuam nas áreas de assistência social e saúde junto às comunidades.