Caio Cunha retorna de Brasília e vai pedir ajuda dos vereadores para barrar o pedágio na Mogi-Dutra
O prefeito mogiano seu reuniu na Câmara onde pediu apoio dos vereadores para impedir a instalação de uma praça de pedágio na rodovia Mogi-Dutra/ Foto: Divulgação/CMMC
Tenda Atacado

A quarta-feira, 12, foi bastante agitada na política de Mogi das Cruzes com reuniões e encontros entre o prefeito Caio Cunha (Pode), secretários municipais e os vereadores.

Pela manhã uma comitiva da prefeitura se reuniu com vereadores do município para atualizar os membros do Legislativo sobre o processo de retomada remota dos projetos de música da Secretaria de Educação.

Com o objetivo de manter uma atuação conjunta com a Câmara, os secretários municipais de Governo, Francisco Camargo Cochi, e de Educação, André Stábile, atenderam o convite da Comissão de Educação, composta pela presidente Malu Fernandes e pelos integrantes Edu Ota, Inês Paz, José Luiz Furtado e Milton Lins, o Bigêmeos.

O presidente da Casa, Otto Rezende, e outros parlamentares, como Francimário Vieira, o Farofa, e Marcos Furlan, também participaram da reunião.

A continuidade dos projetos tem sido discutida desde o início do ano, inclusive com os representantes das entidades Orquestra Sinfônica de Mogi das Cruzes e Associação dos Regentes de Fanfarras e Bandas de Mogi das Cruzes, que fazem a gestão dos projetos no município e também participaram do encontro na Câmara.

Os secretários municipais explicaram que houve uma tramitação, observando todas as premissas legais, e neste momento o processo se encontra em fase de conclusão dos ajustes de todas as partes para a continuidade do serviço, tendo em vista o histórico de grande sucesso do projeto de educação musical, junto aos estudantes da cidade.

Após análise do Conselho Municipal de Educação, os projetos foram aperfeiçoados para aplicação no retorno híbrido das aulas, prevendo inclusive metas e indicadores organizados em conjunto com as entidades responsáveis.

Entre estas adequações, foi considerado o cenário pandêmico para o estabelecimento do modelo de aula a serem aplicadas nesta realidade.

Segundo o secretário de Educação, André Stábile, além de reforçar a transparência da gestão municipal, o objetivo da reunião também foi fazer um chamamento aos vereadores para a construção de um pacto municipal pela Educação.

“Conseguimos estabelecer um avanço para a continuidade do projeto por meio de uma publicação de um termo de colaboração entre a Prefeitura e a associação responsável, para que possamos garantir uma educação musical da mais alta qualidade para os alunos da rede municipal”, concluiu.

O Projeto “Pequenos Músicos… Grandes Acordes na Escola” atendeu em 2020 um total de 11 mil alunos em 22 escolas, enquanto o projeto “Pra Ver a Banda Passar” tem um escopo para o atendimento de 19 mil alunos em 25 escolas.

Pedido de ajuda para barrar o pedágio

Na parte da tarde o prefeito seu reuniu na Câmara onde pediu apoio dos vereadores para impedir a instalação de uma praça de pedágio na rodovia Mogi-Dutra.

Na semana passada o prefeito viajou até Brasília para conseguir o apoio de deputados contra o projeto a praça de pedágio que é do governo do Estado.

Nesta quinta-feira, 13, a prefeitura e o Legislativo deverão informar mais detalhes sobre as estratégias da classe política da cidade para impedir o pedágio.