Tenda Atacado

Moacyr Fernandes é jornalista e candidato a prefeito de Itaquaquecetuba pelo Patriota, e foi sabatinado pelo Oi no início da tarde desta quinta-feira (22), o candidato falou sobre saúde, educação e geração de empregos.

O candidato iniciou a entrevista afirmando que após analisar a situação da cidade, decidiu colocar seu nome a disposição e afirmou ser o único candidato Bolsonarista de Itaquaquecetuba.

“Coloquei meu nome à disposição após ver a situação da cidade. Sou o único candidato Bolsonarista verdadeiramente declarado da cidade. Conversei com o presidente, com deputados da base dele e decidi vir pelo Patriotas.” Afirmou Moacyr.

Ao entrar no assunto da saúde, o candidato alegou que Eduardo Boigues, candidato pelo PP, é um forasteiro que nunca utilizou um hospital público na cidade, segundo Moacyr. O candidato afirmou sofrer perseguição de apoiadores do candidato do PP.

“Tem um Tico em Itaquaquecetuba, que juntamente com o delegado forasteiro, em um dia, às 2 horas da manhã, interrogar meu filho para pegar informações pessoais sobre minha vida, para me prejudicar e futuramente me ameaçar. Quero dizer ao forasteiro, que ele não me intimida com ameaças e interrogando meu filho, eu não tenho medo de forasteiro.”

O candidato afirmou que Itaquaquecetuba possui um hospital no centro abandonado há anos e que possui planos de reformar postos de saúde na cidade, além da conclusão das UPA´s com o apoio do governo federal.

Moacyr relatou que o governo do presidente Bolsonaro liberou R$ 42 milhões para a cidade construir um Hospital de Campanha na cidade e segundo o candidato, o que foi feito pelo governo do prefeito Mamoru Nakashima, foi apenas uma “lona” em uma UPA da cidade.

O candidato do Patriota afirmou que não deve realizar a contratação de Organização Social para administrar a saúde da cidade, pelo motivo de possuir um custo elevado para o município.

“100% Secretária Municipal de Saúde! Moacyr Fernandes prefeito, ao assumir a prefeitura, nós vamos gerenciar a saúde somente com a secretária, como diz o próprio prefeito de mandato, há dinheiro, precisa é de vontade política.” Ressaltou Moacyr.

No assunto geração de emprego, o candidato afirmou que já possui dialogo com empresas interessadas na cidade, entretanto, estes empresários, segundo o candidato, solicitaram algumas exigências como o acesso da cidade ao Rodoanel, uma obra aguardada na cidade. Moacyr afirmou ser o único que defende de fato o trabalhador na cidade.

“Quem defende o trabalhador na cidade de Itaquaquecetuba atualmente se chama Moacyr Fernandes, que possui entre os princípios éticos, Deus, Pátria e Família.” Destacou o candidato.

Sobre a Estrada de Santa Isabel e o Corredor Metropolitano que interligaria a cidade de Itaquaquecetuba a Arujá, que poderá gerar emprego para a cidade, o candidato concedeu sua opinião sobre o assunto.

“A Estrada de Santa Isabel é prioridade, dentre todas, nós vamos fazer a obra! Eu tenho tramitação com o Doria através de alguns deputados na Assembleia. Hoje, o governo ignora a cidade e não há deputados defendendo a nossa cidade, por isso a obra fica parada, mas, eu já possuo alguns deputados que estão me apoiando.” Declarou Moacyr.

No tocante a educação, Moacyr Fernandes falou um pouco suas ideias sobre o assunto, e afirmou que deve ampliar mais escolas em tempo integral, ampliar o número de ofertas para vagas em creches e procurar o presidente Bolsonaro para abrigar uma escola cívico militar na cidade de Itaquaquecetuba.

Moacyr Fernandes finalizou a entrevista afirmando que a população não pode ser iludida e cair no “papo” de forasteiro, mencionando ao delegado Eduardo Boigues, e afirmou que vai estar indo para a rua falando a verdade para a população.