20 de maio de 2022
Publicidade
Fale com o OI no WhatsApp
Início Autores Posts por Redação

Redação

16905 POSTS 0 COMENTÁRIOS

Cultura de Itaquá lança edital de chamamento para a contratação de oficineiros 

Cultura de Itaquá lança edital de chamamento para a contratação de oficineiros
As inscrições vão ocorrer até o dia 17 de junho e tem como público-alvo pessoas que possuam habilidades em linguagens artísticas para ministrar oficinas livres, conforme a necessidade da pasta/ Foto: Dayane Oliveira

A Secretaria de Cultura de Itaquaquecetuba lançou um edital de chamamento para a contratação de oficineiros.

As inscrições vão ocorrer até o dia 17 de junho e tem como público-alvo pessoas que possuam habilidades em linguagens artísticas para ministrar oficinas livres, conforme a necessidade da pasta.

O edital visa credenciar Microempreendedores Individuais (MEIs) que estejam interessados em apresentar propostas a serem realizadas no formato presencial, em equipamentos da secretaria ou online. As informações completas podem ser conferidas no link: https://cutt.ly/IHTmeaq.

Entre os critérios, os projetos apresentados devem ser de atividades práticas e lúdicas que exercitem e instiguem a experimentação e a reflexão dos conteúdos.

Além disso, será observado o desenvolvimento dos modos de produção nas múltiplas linguagens das artes: plásticas, cênicas e musicais.

“Essa é uma grande oportunidade para os nossos oficineiros não só entrarem no mapa da Secretaria de Cultura como também para que sejam contratados para futuras atividades nos quatro cantos da cidade. Nosso foco é descentralizar a cultura”, explicou a secretária de Cultura, Maria Ana Rosa.

Além dos critérios técnicos, os profissionais devem comprovar capacidade e experiência na respectiva linguagem, observando questões de acessibilidade e de classificação descritos no edital.

“É de extrema importância que os oficineiros se cadastrem e indiquem propostas de atividades. Estamos construindo uma cultura mais próxima das pessoas. Por isso, contar com grandes profissionais é fundamental”, completou o prefeito Eduardo Boigues.

 

Desenvolvimento Regional garante mais de R$ 40 milhões para construção de Casas da Juventude em 53 municípios. Para o Alto Tietê nada

Desenvolvimento Regional garante mais de R$ 40 milhões para construção de Casas da Juventude em 53 municípios. Para o Alto Tietê nada
Mesmo com a ampliação dos recursos para esse programa, nenhuma cidade da região do Alto Tietê está sendo ou será beneficiada/ Foto: Divulgação

A Subsecretaria da Juventude, vinculada à Secretaria de Desenvolvimento Regional (SDR), segue trabalhando diariamente para incentivar a qualificação profissional e o empreendedorismo da juventude paulista.

Por meio da Subsecretaria de Convênios firmou convênios com 53 Prefeituras para construção de unidades da Casa da Juventude. O investimento garantido pelo Governo do Estado chega a R$ 41,8 milhões.

Lançada em maio de 2021, a iniciativa do Governo do Estado previa o investimento de R$ 20 milhões para construção de unidades da Casas da Juventude em todo o estado.

Um ano depois o investimento duplicou e já foram assinados 53 convênios com Prefeituras paulistas, num investimento de R$ 41,8 milhões.

Mesmo com a ampliação dos recursos para esse programa, de acordo com a relação de cidades que receberá o equipamento, divulgada pela própria Secretaria de Desenvolvimento Regional, nenhuma cidade da região do Alto Tietê está sendo ou será beneficiada pelo programa.

Nas próximas horas os prefeitos da região, o presidente do Condemat (o prefeito de Guarulhos, o Guti) e os deputados do Alto Tietê poderão informar por quais motivos a região ainda não foi contemplada.

De acordo com a Secretaria de Desenvolvimento, a Casa da Juventude oferecerá espaços multiuso de apoio ao público jovem no início da vida profissional.

Os equipamentos terão ações de incentivo à qualificação, empreendedorismo, busca de oportunidades de emprego e renda e área de trabalho colaborativo, estimulando a criação de novos projetos e negócios entre o público juvenil.

Com articulação da Subsecretaria da Juventude, já foram assinados convênios com as Prefeituras de: Aguaí, Américo Brasiliense, Andradina, Araras, Artur Nogueira, Bebedouro, Botucatu, Capela Do Alto, Catanduva, Conchas, Cosmópolis, Estiva Gerbi, Fartura, Fernandópolis, Getulina, Guapiaçu, Guará, Holambra, Ibirá, Igarapava, Iguape, Ilha Comprida, Ilha Solteira, Iperó, Ipuã, Itaberá, Itatiba, Leme, Lorena, Monte Mor, Olímpia, Penápolis, Pereira Barreto, Promissão, Registro, Santa Fé Do Sul, Santo Antônio Do Pinhal, São Luiz do Paraitinga, Tambaú e Urupês.

As cidades de Barretos, Boituva, Cabreúva, Cerquilho, Guariba, Jales, Piquete, Saltinho, Salto de Pirapora, Sertãozinho, Socorro, Taquaritinga e Votuporanga já iniciaram as obras para construção das unidades.

O projeto é gerido pela Secretaria de Desenvolvimento Regional, por meio da Subsecretaria da Juventude, e em parceria com as Secretarias de Desenvolvimento Econômico; Cultura e Economia Criativa; e Habitação, por meio da CDHU (Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano).

Nas Casas da Juventude, jovens terão acesso a ações voltadas para a qualificação profissional, economia criativa, empreendedorismo e convivência.

Além de cursos gratuitos oferecidos pelo Estado por meio do Novotec Expresso, as Casas da Juventude serão unidades acadêmicas para atividades de cursos oferecidos pela Univesp (Universidade Virtual do Estado de São Paulo).

A Casa da Juventude também foi concebida para incentivar o trabalho colaborativo (“coworking”), com área projetada especificamente para isso.

As unidades contarão ainda com ambientes para o desenvolvimento de modelos de negócios sustentáveis e empresas iniciantes (“startups”).

Terceira via impõe Simone Tebet como candidata. O que é uma humilhação suprema para Doria deve animar Garcia 

Terceira via impõe Simone Tebet como candidata. O que é uma humilhação suprema para Doria deve animar Garcia
Lideranças políticas, especialmente do partido tucano, avaliam que somente com a ‘retirada’ de Doria da corrida presidencial é que Rodrigo Garcia teria alguma chance de vencer a eleição no Estado/ Foto: Divulgação

O ex-governador do Estado de São Paulo, João Doria (ainda n PSDB), deverá passar o resto da eternidade esperneando por conta da escolha do nome da senadora Simone Tebet (MDB-MS) ter sido escolhida, em conjunto pelos partidos do PSDB, Cidadania e MDB, para fazer frente à chamada “terceira via”.

Os dirigentes partidários das três siglas estiveram reunidos nessa quarta-feira, 18, em Brasília, para avaliar o desempenho dos nomes viáveis para uma disputa presidencial contra o atual presidente Jair Bolsonaro (PL) e o ex-presidente Lula (PT): a senadora Simone Tebet (MDB-MS) ou o ex-governador Doria.

As lideranças dos três partidos que estão muito mais para Centrão do que para terceira via, revelaram ao final da reunião que pesquisas teriam apontado que Tebet seria mais viável que Doria. Uma vez que a senadora (quem a conhece?) teria menos rejeição que o ex-governador calça apertada de SP.

Parece que as principais lideranças dos três partidos, especialmente a cúpula do PSDB, não querem somente tirar Doria do páreo. Ao que tudo indica o objetivo é humilhar o agora ex-governador, defender que Tebet é mais viável que Doria.

Isso representa um bofetão na face tratada a base de cremes caros do ex-governador bandeirante.

Mas se Doria está esperneando, é bem provável que o governador atual de São Paulo, Rodrigo Garcia (PSDB), deve estar comemorando.

Lideranças políticas, especialmente do partido tucano, avaliam que somente com a ‘retirada’ de Doria da corrida presidencial é que Rodrigo Garcia teria alguma chance de vencer a eleição no Estado de São Paulo. Esse é o jogo bruto da política.

Governo federal promete R$ 4,2 milhões para obra do Mirante do Sesc; antes ou depois da eleição?

Governo federal promete R$ 4,2 milhões para obra do Mirante do Sesc; antes ou depois da eleição?
Confirmação foi feita pelo secretário-executivo de Governo da Presidência da República, Carlos Henrique Menezes Sobral/ Foto: Divulgação/Secop Suzano

Suzano conseguiu do governo federal o ‘compromisso’ de liberar R$ 4,2 milhões para implantação do Parque Mirante do Sesc, na região norte do município.

Inclusive, o projeto executivo da futura obra já foi entregue e passará por análise. A confirmação foi feita ao prefeito Rodrigo Ashiuchi e ao deputado federal Marcio Alvino, nessa quarta-feira, 18, durante encontro com o secretário-executivo de Governo da Presidência da República, Carlos Henrique Menezes Sobral, em Brasília.

A construção do futuro equipamento irá revitalizar um dos pontos mais altos da cidade, onde está localizada a antiga estação de tratamento de água do bairro, estrutura datada da década de 1950 que é popularmente chamada de “pirâmide do Sesc”, às margens da avenida Katsutoshi Naito. O objetivo é que o local se torne um importante polo turístico de Suzano.

Logo após a reunião, o chefe do Executivo e o parlamentar foram até o plenário da Câmara dos Deputados, onde a novidade foi anunciada durante a sessão ordinária.

O município agora aguardará os desdobramentos na Secretaria de Governo da Presidência da República para dar continuidade à execução do projeto.

“Já tínhamos um compromisso feito anteriormente pela ex-ministra (chefe da Secretaria de Governo) Flávia Arruda e agora recebemos a confirmação do secretário-executivo Carlos Henrique. Em breve, esse projeto do Parque Mirante do Sesc vai se concretizar com esses R$ 4,2 milhões que serão liberados e, sem dúvida, vai impactar muito na economia, no turismo, no desenvolvimento e na vida de todos os suzanenses”, destacou o deputado Marcio Alvino.

O prefeito Rodrigo Ashiuchi agradeceu ao governo federal por atender a esse pedido, que é um grande anseio do município, e também ao parlamentar, pela interlocução nesse processo, que irá garantir um novo investimento para Suzano.

“Viemos a Brasília com a certeza de que o acolhimento da nossa solicitação seria ratificado pela Secretaria de Governo da Presidência da República. O projeto já está entregue e segue para análise. É mais uma história que terá um final feliz em nossa cidade. A ‘pirâmide’ e a área ao redor que hoje está degradada se tornarão um importante polo turístico para o lazer e a contemplação de milhares de pessoas”, disse.

 

Vereadores pedem mais espaços de acolhimento para pessoas em situação de rua em Mogi 

Vereadores pedem mais espaços de acolhimento para pessoas em situação de rua em Mogi
De acordo com os parlamentares, em virtude da Pandemia do novo coronavírus houve um aumento significativo no número de pessoas em situação de rua, precisando de uma maior atenção das autoridades/ Foto: Diego Barbieri

Na sessão ordinária dessa quarta-feira, 18, o Legislativo de Mogi das Cruzes aprovou a Moção nº 63/2022, que fez um apelo às autoridades e secretarias municipais para que sejam disponibilizados mais espaços públicos para acolhimento das pessoas em situação de rua no município.

Os vereadores Edinho (MDB) e Osvaldo Silva (REP) são os autores da iniciativa.

De acordo com os parlamentares, em virtude da Pandemia do novo coronavírus houve um aumento significativo no número de pessoas em situação de rua, precisando de uma maior atenção das autoridades.

“Esta semana estamos enfrentando uma frente fria em nossa região, a massa de ar frio de origem polar começou a se espalhar sobre a região sudeste do país e está ocasionando uma forte queda da temperatura que perdurará nos próximos dias”, afirmaram.

Os vereadores Inês Paz (PSOL), Johnross (PODE) e Edson Santos (PSD) observaram que a Moção poderia ser de aplauso, posto que a Secretaria de Assistência Social já deu início às ações de acolhimento às pessoas em situação de rua.

Inês Paz, acrescentou que se informou através de uma reportagem que é mais comum as pessoas morrem de frio do que de fome.

“Ainda que de forma precária e inadequada é possível encontrar algo para comer, mas do frio nem sempre é possível se proteger”, afirmou a pessolista.

“A Secretaria de Assistência Social é uma das mais abertas às demandas da Câmara de Vereadores. A secretária Celeste me informou de todas as medidas em curso e que se for preciso irá ampliar o serviço de acolhimento para 24 horas, e que estão atuando junto com a rede de acolhimento e abrigamento”, explicou Jhonross (PODE).

“A partir das informações da Defesa Civil do Estado e a divulgação massiva da imprensa, a Secretária Celeste  informou que ampliou em 3 horas o serviço de acolhimento das pessoas em situação de rua. Além das 156 vagas nos abrigos foram criadas mais 20 vagas e que até agora não faltam vagas, mas que nem sempre a oferta é aceita por parte dos desabrigados. Se houver necessidade o Ginásio (Hugo Ramos) será aberto para receber pessoas em situação de vulnerabilidade. Além da atuação do poder público, igrejas e ONGs realizam a distribuição de cobertores, agasalhos e alimentos”, enfatizou Edson Santos.

De acordo com o vereador Edinho, a iniciativa tem por objetivo ampliar a busca por pessoas que estejam sofrendo com os efeitos negativos da frente fria.

“Apelo porque ainda vejo nos bairros uma situação mais crítica. Casas e associações não estão sendo visitadas e temos munícipes morrendo de frio até dentro de casa”, explicou o emedebista.

Mauro Yokoyama (PL) reforçou que para algumas pessoas o acolhimento não é bem-vindo e só querem ajuda através de emprego, o que nem sempre é possível conseguir de pronto.

Meio Ambiente de Suzano faz balanço de ações da causa animal e destaca adoção de 200 pets na cidade 

Meio Ambiente de Suzano faz balanço de ações à causa animal e destaca adoção de 200 pets na cidade
Projeto ‘Baby, Me Leva’ e combate aos maus-tratos são destaques da pasta/ Foto: Maurício Sordilli/Secop Suzano

A Secretaria de Meio Ambiente de Suzano apresentou na terça-feira, 17, um balanço das ações voltadas à causa animal.

A prestação de contas ocorreu em audiência pública na Câmara Municipal de Suzano, contando com a presença do chefe da pasta, André Chiang.

Entre os principais destaques do setor de Bem-Estar Animal estão o projeto de adoção consciente “Baby, Me Leva!” e as operações de combate aos maus-tratos a animais.

De acordo com a secretaria, desde o início do projeto de adoção, mais de 200 pets já encontraram um lar.

A iniciativa foi desenvolvida em 2021, em parceria com Organizações Não Governamentais (ONGs) e protetores de animais, com o objetivo de apresentar os animais disponíveis para adoção no hotsite www.suzano.sp.gov.br/baby-me-leva.

A plataforma online se mostrou indispensável para o sucesso do projeto, principalmente nos últimos meses em pandemia. Atualmente, a pasta também tem promovido eventos de adoção periódicos.

“Muitas famílias descobriram a vontade de adotar um animalzinho, então buscamos reunir todos os pets acolhidos pelas ONGs e protetores neste site. Por meio da plataforma, os interessados podem escolher os cães e gatos disponíveis, assim agendando uma visita com o cuidador para finalmente conhecer o pet e efetuar a adoção responsável, seguindo todas orientações repassadas. Sem dúvidas é um grande caso de sucesso em Suzano”, compartilhou o secretário.

Outro assunto importante abordado pela pasta foi o combate aos maus-tratos a animais. Entre 2021 e 2022, a pasta efetuou 560 vistorias, das quais 19 casos culminaram na emissão de boletins de ocorrência (B.O.).

Neste ano, o trabalho também foi fortalecido por meio de parceria com o Departamento de Fiscalização de Posturas.

As denúncias podem ser feitas de maneira anônima na Ouvidoria Geral do Município (0800-774-2007). Em média, o órgão recebe cinco denúncias por dia.

“Esse é um trabalho intersetorial que conta com a importante parceria da população. Nosso objetivo é levar mais conscientização sobre os maus-tratos e sobre os crimes ambientais, incentivando a denúncia. Em Suzano, nossa ouvidoria é o canal direto para esse tipo de demanda, que rapidamente é encaminhada às equipes de Meio Ambiente para as medidas necessárias”, comentou.

A prestação de contas ainda apresentou dados referentes à castração, em parceria com o setor de Zoonoses.

Entre dezembro de 2020 e julho do ano passado, os mutirões de castração e microchipagem contemplaram 688 animais.

Já a parceria com clínicas conveniadas, a partir de dezembro passado, contemplou outros 1.391 animais, previamente cadastrados junto à Secretaria Municipal de Meio Ambiente.

Contabilizando os números desde 2018, o índice chega a 5.538 animais castrados em Suzano. Os tutores interessados no serviço gratuito devem preencher o formulário online disponível na aba “Acesso Rápido” do site www.suzano.gov.br.

Em relação ao atendimento veterinário, também desenvolvido por meio de parceria com clínicas conveniadas, houve o atendimento a 310 animais no período de fevereiro a julho de 2021.

O serviço é exclusivamente voltado a animais em sofrimento, vítimas de acidentes, abandonados e vítimas de maus-tratos sob guarda de munícipes de baixa renda, ONGs e protetores de Suzano. A continuidade dos convênios segue em processo de novo chamamento público.

Por fim, a pasta também reforçou a importância de ações de conscientização por meio de parcerias, como os trabalhos desenvolvidos com a ONG Espaço Urbano, o Suzano Shopping e o projeto “Histórias de Esperança”, que garantiu doações de ração e outros itens a 220 cães e gatos.

A audiência foi acompanhada pelos vereadores André Marcos de Abreu, o Pacola; Artur Takayama; Givaldo dos Santos, o Baiano da Saúde; Jaime Siunte; Lazario Nazaré Pedro, o Lázaro de Jesus; Marcel Pereira da Silva, o Marcel da ONG; Marcos Antonio dos Santos, o Maizena; e Nelson dos Santos, o Nelson do Fadul.

 

Fundo Social de Arujá inicia Campanha do Agasalho nesta sexta-feira; expectativa é arrecadar 43 mil peças 

Fundo Social de Arujá inicia Campanha do Agasalho nesta sexta-feira; expectativa é arrecadar 43 mil peças
A expectativa do Fundo Social de Arujá é que sejam arrecadadas cerca de 40 mil peças de roupas e três mil cobertores/ Foto: Divulgação

Nesta sexta-feira, 20, o Fundo Social de Solidariedade de Arujá dará início a Campanha do Agasalho 2022.

A expectativa do Fundo é que sejam arrecadadas cerca de 40 mil peças de roupas e três mil cobertores, novos e usados (em boas condições), para assim beneficiar a maior quantidade possível de pessoas em situação de vulnerabilidade.

“Peço a colaboração de todos, indústrias, comerciantes, entidades e população, para que sejamos solidários e auxiliemos àqueles que precisam, pois o inverno que se aproxima deverá ser rigoroso. Então, vamos aproveitar essa oportunidade para aquecer os nossos corações”, afirma Clau Camargo, presidente do Fundo Social de Solidariedade de Arujá.

Ela frisa que as peças, em boas condições, poderão ser doadas em postos de arrecadação espalhados pelo município, como os próprios prédios da prefeitura de Arujá e postos de coleta que serão anunciados nesta sexta-feira.

Pré-candidato, Felício Ramuth, destaca relação com Bertaiolli, diz que a eleição ao governo de SP está aberta e apresenta ideias

Pré-candidato, Felício Ramuth, destaca relação com Bertaiolli, diz que a eleição ao governo de SP está aberta e apresenta ideias
Felício Ramuth destacou alguns pré-projetos e ideias que poderão ser desenvolvidos na região do Alto Tietê e em todo o Estado no caso de ser eleito governador/ Foto: André Nunes/Jornal Oi

O ex-prefeito reeleito de São José dos Campos e pré-candidato ao governo do Estado de São Paulo pelo PSD, Felício Ramuth, 53 anos, participou nesta quarta-feira, 18, do “Vai Encarar?”.

A conversa, que teve mais de hora de duração, foi ancorada pelo jornalista responsável e apoiada pelo jovem repórter Gabriel Souza, o Biel, que colocou no ar a participação do público que acompanhou a entrevista.

Os trabalhos técnicos ficaram a cargo do técnico em som e imagem André Nunes.

Na parte inicial da entrevista Ramuth, que deixou o comando da prefeitura na mão de seu vice (que também é do PSD) para concorrer ao Palácio dos Bandeirantes na eleição do próximo mês de outubro, se apresentou, revelou que permaneceu por 28 anos no PSDB, mas que tomou a decisão de deixar o partido dos tucanos em razão de divergências políticas e administrativas com o ex-governador João Doria que  ainda pretende ser candidato ao cargo de presidente do Brasil.

Ramuth respondeu aos questionamentos sobre os motivos que o levaram a ingressar no PSD (do ex-ministro Kassab e do deputado federal mogiano, Marco Bertaiolli) e concorrer para governador.

O ex-prefeito da maior cidade do Vale do Paraíba também falou de algumas ações bem sucedidas do seu governo que lhe garantiram a reeleição no primeiro turno e a saída do cargo (para ser candidato ao governo de SP) com mais de 80% de aprovação popular.

Ramuth garantiu que tem uma excelente relação política com o deputado federal Bertaiolli e que tem apresentado o seu modelo de gestão bem-sucedida em São José para as lideranças políticas, veículos de comunicação e toda a população do Estado de São Paulo.

O pré-candidato do PSD avaliou que a disputa ao Palácio dos Bandeirantes está em aberto, observou que Haddad do PT não será aceito pelos eleitores paulistas, que Marcio França deverá desistir de concorrer ao governo do Estado e que Rodrigo Garcia e Tarcísio de Freitas sofreram com a alta rejeição de seus padrinhos políticos.

O entrevistado também destacou alguns pré-projetos e ideias que poderão ser desenvolvidos na região do Alto Tietê em todo o Estado no caso de ser eleito governador. Confira toda a entrevista nas redes sociais do Jornal Oi.

 

Fundo Social de Suzano retoma Bazar Solidário e atende cem famílias na região do Raffo

Fundo Social de Suzano retoma Bazar Solidário e atende cem famílias na região do Raffo
Ação em parceria com entidade distribuiu 3 mil peças de roupas arrecadadas/ Foto: Maurício Sordilli/Secop Suzano

O Fundo Social de Solidariedade de Suzano retomou nesta quarta-feira, 18, o Bazar Solidário, promovido em parceria com entidades cadastradas no órgão municipal.

A primeira edição do ano ocorre em meio à onda de frio que atinge a região, garantindo a distribuição de três mil peças de roupas arrecadadas pela Campanha do Agasalho 2022, que tem prosseguimento até o dia 31 de julho.

Ao todo, cem famílias assistidas na região do Raffo foram atendidas.

A ação ocorreu nas dependências da Associação Amigos do Parque Alvorada, Umuarama e Jardim Pompéia, marcando a retomada do Bazar Solidário após dois anos de pandemia.

O trabalho social se demonstra como uma atividade indispensável, visto a onda de frio que atinge a região nesta semana.

Com os termômetros marcando 7°C, voluntários do Fundo Social e da entidade organizaram as araras de roupas, assegurando peças femininas, masculinas e infantis, além de calçados, itens de cama, mesa e banho, e acessórios típicos do inverno, como cachecóis.

De acordo com o órgão municipal, neste ano a expectativa é de que o Bazar Solidário chegue a cem edições, aquecendo famílias de toda a cidade.

Para tanto, a distribuição depende das arrecadações da Campanha do Agasalho, que conta com dezenas de pontos de coleta em todo o município. A relação de endereços e estabelecimentos parceiros pode ser conferida em www.suzano.sp.gov.br.

A meta para 2022 é a arrecadação de 60 mil peças até o dia 31 julho, sendo que mais de 10% deste índice já foi arrecadado e está fazendo a diferença no inverno de famílias como a da aposentada Aparecida da Conceição Marino Fernandes, que esteve na primeira edição do bazar.

“Todos os anos a gente participa e nos ajuda muito. Somos sempre bem assistidos pela associação que, em parceria com o Fundo Social, não nos deixa desamparados, seja com roupas, cestas básicas ou outras necessidades”, disse.

Para a presidente da associação, Ivanir Soares, o trabalho desenvolvido pelo Fundo Social na cidade é indispensável.

“Passamos um período difícil com a pandemia, mas graças a Deus hoje podemos novamente receber o bazar do Fundo Social e ajudar muita gente que está precisando. Sempre tivemos muito apoio, agradeço a primeira-dama Larissa Ashiuchi, a funcionária Edi Mendonça e toda a equipe envolvida nesse projeto tão necessário”, reforçou.

Já a presidente do Fundo Social, a primeira-dama Larissa Ashiuchi, também destacou a importância do caráter solidário.

“A retomada do bazar tem um grande significado. Passamos por muitos desafios nesses dois anos de pandemia. Agora é hora de reunir forças e intensificar o trabalho. Para isso, o cunho solidário hoje é redobrado. Estamos empenhados em mobilizar nossos parceiros e toda a sociedade em prol da Campanha do Agasalho. Tenho certeza de que seguimos no caminho certo, fazendo o bem e ajudando quem mais precisa. Agradeço todos os colaboradores e voluntários que fazem esse trabalho possível”.

Para contribuir com a doação de roupas, mantimentos e outros itens, como materiais de higiene pessoal e cobertores, o Fundo Social de Solidariedade está localizado na rua Baruel, 501, sala 224, no centro de Suzano, com atendimento das 8 às 17 horas.

O serviço de retirada das doações em grande quantidade também pode ser agendado com a equipe do órgão municipal por meio dos telefones (11) 4745-2195 e (11) 4745-2188.

Mesmo com o frio congelante, caminhada contra abuso de crianças e adolescentes reúne 250 pessoas

Mesmo com o frio congelante, caminhada contra abuso de crianças e adolescentes reúne 250 pessoas
Participantes percorreram as principais vias do centro de Suzano, na manhã desta quarta-feira, para alertar a população sobre o tema/ Foto: Andreza Rodrigues/Secop Suzano

O frio de 10 graus não espantou quem foi participar da caminhada “Lembrar é Combater!”, realizada na manhã desta quarta-feira, 18, no centro de Suzano.

O evento, organizado pela Secretaria de Assistência e Desenvolvimento Social e pelo Fundo Social de Solidariedade, teve início em frente ao Paço Municipal e seguiu até a Praça João Pessoa, com a participação de 250 pessoas.

A ação fez parte da 9ª edição do Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes.

A presidente do Fundo Social, a primeira-dama Larissa Ashiuchi, reforçou a importância da conscientização contra este tipo de crime.

“Temos que mostrar para as pessoas o quanto é importante essa caminhada e combater qualquer tipo de violência, seja ela sexual ou outros abusos, contra adolescentes e crianças, e mostrar para todos que não se deve se calar diante de ocorrências assim”.

Para Carlos Alberto Santiago de Araújo, membro do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (Comdicas) e diretor da Secretaria de Assistência e Desenvolvimento Social, apesar do frio, o evento teve o maior público já registrado.

“Nós já fizemos palestras e outras ações, mas optamos pela caminhada por concentrar mais pessoas e chamar a atenção de quem está nas ruas. Esta é a maior caminhada que organizamos. Fizemos outras durante a pandemia do novo coronavírus (Covid-19), mais modestas, mas esta teve o maior público que a gente conseguiu reunir”.

A também diretora da pasta Regiane Borges Marques Macedo, que representava na ocasião o secretário Geraldo Garippo, destacou o papel do Poder Público para evitar a exploração sexual de jovens.

“Temos a obrigação de combater este crime contra crianças e adolescentes de todo o mundo, denunciar e nos engajar sem medo diante desse mal que traz tantas consequências negativa”, finalizou.

Antes da caminhada começar, integrantes da Comunidade Kolping do Jardim São José realizaram uma apresentação de dança.

Para denunciar qualquer tipo de abuso, é possível entrar em contato com os Conselhos Tutelares (4748-5940 e 4748-8188), delegacias da Polícia Civil, Polícias Militar, Federal e Rodoviária Federal, pelo site new.safernet.org.br ou pelo Disque 100.

Presenças

Também estiverem presentes no evento os vereadores Artur Takayama, Gerice Rego Lione e Lazário Nazaré Pedro, o Lázaro de Jesus; a vice-presidente do Comdicas, Jaqueline Mendes; a presidente da Associação Desportiva e Cultural Luz do Amanhã, Suzana Rosa da Silva; o secretário municipal de Transportes e Mobilidade Urbana, Claudinei Valdemar Galo.

A presidente do 1º Conselho Tutelar de Suzano, Jaqueline Esteves; o presidente do 2º Conselho Tutelar de Suzano, Wellington Vinícius Costa; o secretário geral-adjunto da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) subseção Suzano, Renan de Lima Franco; Ana Paula Campos Guerra, representando a Diretoria de Ensino de Suzano; Roberto Gabriel, diretor jurídico da Associação de Conselheiros e Ex-Conselheiros Tutelares do Estado de São Paulo e membro dos Direitos Humanos de Brasília; e integrantes da Guarda Mirim de Suzano.

Campanha Tudo novo