16 de abril de 2021
Publicidade
Fale com o OI no WhatsApp
Início Autores Posts por Redação

Redação

Avatar
11706 POSTS 0 COMENTÁRIOS

Prefeitura amplia acesso à vacinação cautelar contra a febre amarela

Para ampliar a oportunidade de imunização contra febre amarela às pessoas que trabalham durante o dia, a Secretaria Municipal de Saúde volta a oferecer a vacina no período noturno.

A dose estará disponível de segunda a sexta-feira, em locais alternados: UBS Jundiapeba (segunda), UBS Jardim Universo (terça), UBS Santa Tereza (quarta), UBS Vila Suíssa (quinta) e UBS Jardim Camila (sexta-feira). A distribuição das senhas será iniciada às 18 horas e ocorrerá até o final do estoque de 200 doses por noite.

A vacinação contra a febre amarela está mantida também em 18 unidades de saúde para o público em geral, três unidades de atendimento exclusivo para idosos e um para pessoas com deficiência e viajantes, com agendamento prévio pelo telefone SIS 160. Até o momento, Mogi das Cruzes já imunizou 258.824 pessoas desde o início da campanha cautelar, no último mês de novembro.

A vacina contra a febre amarela é livre para qualquer mogiano, mas a proteção é fundamental e prioritária para quem vive ou trabalha na zona rural e de matas e para quem frequenta parques ou realiza trilhas pela serra.

Não devem tomar a vacina crianças menores de nove meses de idade, gestantes, pacientes com imunodepressão de qualquer natureza; pacientes com câncer; infectados pelo HIV; em tratamento com drogas imunossupressoras (corticosteroides, quimioterapia, radioterapia e imunomoduladores); e submetidos a transplantes de órgãos.

Cozinha Nota 10 será apresentada no I Encontro Paulista de Alimentação Escolar

A experiência do Selo Cozinha Nota 10, uma iniciativa da Secretaria de Educação, para reconhecer e valorizar o papel dos profissionais que atuam nas cozinhas de escolas e creches será apresentada na manhã desta sexta-feira, 2, no I Encontro Paulista de Alimentação Escolar, em São Paulo.

O trabalho mogiano foi selecionado como experiência de sucesso em atividades envolvendo merendeiras.

Pela iniciativa, criada em 2017, as unidades escolares da rede municipal de ensino foram analisadas por membros do Conselho de Alimentação Escolar (CAE) e das visitadoras do Departamento de Alimentação Escolar (DAE) da Secretaria Municipal de Educação.

Foram avaliados o cumprimento do cardápio, comida mais saborosa; limpeza, higiene, organização da cozinha e do estoque, organização interna do trabalho; controle de estoque a armazenamento e ações educacionais diferenciadas na área de alimentação escolar de acordo com a temática da Educação Alimentar e Nutricional (EAN).

Na primeira edição, 51 escolas da rede municipal de ensino receberam o selo e certificado de participação para os profissionais. A merenda escolar mogiana é referência de qualidade e se destaca pelo trabalho realizado junto à agricultura familiar.

Foi reconhecida como a melhor merenda do Estado de São Paulo pela ONG Ação Fome Zero, em parceria com o Governo Federal. São cerca de 185 mil refeições feitas e distribuídas diariamente para os 45 mil alunos. Leia mais no boxe.

Oficina gratuita de danças urbanas será realizada hoje no Centro Cultural

Nesta quinta-feira, 1º, os apreciadores de danças urbanas poderão participar da oficina, que será realizada a partir das 15 horas no Centro Cultural de Mogi, com participação gratuita.

O evento faz parte da programação do 5º Festival de Verão de Mogi das Cruzes e é uma organização do grupo Battle Best Dance (B²D). A oficina é indicada para pessoas que já têm algum conhecimento em dança, porém não há obrigatoriedade quanto a isso, nem mesmo restrição de idade.

Basta, portanto, chegar ao local, para participar da atividade. Serão ensinados os movimentos do passinho, free step, hip hop freestyle, entre outras danças, com foco na elaboração de coreografias.

Parceria deve garantir apoio ao programa de Apadrinhamento Afetivo

A Prefeitura de Suzano lançará nesta sexta-feira, 2, a partir das 14 horas, o programa de Apadrinhamento Afetivo, em parceria com o Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo (TJ-SP).

A iniciativa busca proporcionar convivência familiar e comunitária a crianças a partir dos 7 anos e adolescentes com vínculos de família rompidos. A apresentação será realizada no Fórum de Suzano e contará com a presença da juíza da 1ª Vara Criminal e da Infância e Juventude, Érica Marcelina Cruz, e do prefeito Rodrigo Ashiuchi (PR).

O projeto, que tem como slogan “Acolher com o Coração”, é fruto de um convênio com o TJ-SP e também conta com a parceria do Ministério Público Federal e do Instituto Beneficente Viva a Vida, entidade que desenvolve os trabalhos de acolhimento na cidade.

Podem participar pessoas com mais de 21 anos que tenham disponibilidade afetiva e ambiente familiar adequado para o acolhimento do afilhado. Os interessados precisam ter tempo e possibilidade de comprometimento, bem como participar de futuras oficinas de preparação para o apadrinhamento dos jovens que estão sob responsabilidade do Instituto Beneficente Viva a Vida.

As inscrições serão realizadas às terças e sextas-feiras, no período de 19 de fevereiro a 20 de abril, no Centro de Referência Especializado em Assistência Social (Creas), localizado na rua Deodato Wertheimer, 174, na Vila Costa.

Uma das premissas do Apadrinhamento Afetivo é resgatar o direito de convivência familiar e comunitária de crianças e adolescentes acolhidos com remotas perspectivas de adoção ou retorno à família.

Na prática, esses jovens têm a possibilidade de criar laços com pessoas interessadas em ser um padrinho/madrinha, voluntários que se dispõem a manter contato direto com o “afilhado”, podendo sair para atividades fora do abrigo, como passeios, festas de Natal, Páscoa, etc. Desta forma, são vivenciadas experiências que auxiliam no processo de valorização da autoestima.

De acordo com o prefeito, o apadrinhamento se mostra uma ferramenta extremamente útil para possibilitar um mínimo de convivência familiar, oferecer a chance de ter uma referência externa e proporcionar oportunidades de lazer, tão triviais para crianças que vivem em suas famílias e tão raras para as institucionalizadas.

Programa de regularização de imóveis vai até o dia 12 de março

Os arujaenses interessados em aderir ao programa de legalização de imóveis construídos irregularmente no município devem ficar atentos ao prazo final para a entrada do pedido de regularização: 12 de março.

Para usufruir dos benefícios da iniciativa da Secretaria Municipal de Planejamento, o contribuinte precisa observar os critérios estabelecidos pela Lei Complementar 27/2016 e pelo Decreto 6.633/2016, como a necessidade de o imóvel apresentar boas condições de estrutura, vedação, cobertura e de instalações elétricas e hidráulicas, entre outros.

O conteúdo completo da legislação pode ser consultado no site da prefeitura, acessando o campo “Atos Municipais”.

Como devo fazer?

O primeiro passo, caso o contribuinte atenda aos critérios, é procurar um profissional de engenharia ou arquitetura, que ficará responsável por entrar com o pedido de regularização no sistema informatizado municipal ‘Projetos Web’.

Após protocolados os documentos exigidos, o processo de regularização é analisado e, estando de acordo, tem o lançamento do Imposto Sobre Serviço de Qualquer Natureza (ISS) referente à construção civil, que pode ser parcelado em até 12 meses, encerrando a entrega física da documentação necessária na Secretaria de Planejamento.

A certidão de regularização é emitida somente depois de o ISS ser quitado, conforme prevê o parágrafo 2º do artigo 3º da Lei Complementar 27/2016.

A ferramenta Projetos WEB pode ser acessada pelo site da Prefeitura, no link http://migre.me/ue2kF. Outras informações: 4652 7620 e 4652 7713.

 

Ministro ‘falastrão’ diz que segurança está ‘falida’; mas não é ele quem tem de resolver isso?

O ministro da Defesa, Raul Jungmann, afirmou nessa quarta-feira, 31, que o sistema de segurança do Brasil está “falido”. Segundo avaliação dele, algumas das razões para isso são “nacionalização” e a “transnacionalização” do crime.

Jungmann usou o exemplo do traficante Antônio Bonfim Lopes, o Nem, um dos protagonistas dos confrontos que aconteceram pelo controle da Rocinha em 2017, hoje preso na penitenciária de segurança máxima de Porto Velho, em Rondônia.

“Nem está a 5 mil quilômetros do Rio de Janeiro. Mesmo assim, declara uma guerra na Rocinha, o que leva as Forças Armadas a serem convocadas. O sistema também faliu porque o governo federal não tem mandato sobre a situação dos estados, apenas em situações extraordinárias, que não deveriam acontecer”, explicou ele.

Jungmann disse, ainda, que há “um certo masoquismo” na divulgação da violência no Rio. O ministro lembrou também que, em 18 meses no cargo, decretou 11 vezes a Garantia da Lei da Ordem, que autoriza a intervenção federal militar para auxílio às forças de segurança estaduais. “O problema da segurança não vai se resolver na Defesa. Não. Está havendo uma banalização disso”, afirmou ele.

Durante sua palestra no evento “O futuro começa hoje”, sobre novas ações para a Polícia Militar do estado, no Rio de Janeiro, o ministro disse que há certo “masoquismo” em relação à divulgação da violência no Rio. Confrontado, ele disse que é preciso haver um “equilíbrio narrativo”. Mais tarde, em entrevista por telefone, o ministro também comentou os tiroteios na Cidade de Deus.

Itaquá participará dos Jogos Regionais do Idoso com cerca de 80 atletas

Entre os dias 27 de fevereiro e 3 de março, a delegação de atletas da melhor idade de Itaquaquecetuba estarão em São Sebastião para a disputa dos Jogos Regionais do Idoso (JORI). Voltado para as pessoas com 60 anos ou mais, o evento que chega a sua 22ª edição, tem como objetivo valorizar e estimular a prática de atividade física, como fator de promoção da saúde e bem-estar das pessoas idosas.

Itaquá estará representada por aproximadamente 80 atletas. O município participará das disputas de voleibol adaptado masculino e feminino, malha, dominó, buraco, atletismo, truco, dama, coreografia, dança de salão, natação e xadrez.

Em 2017, a cidade conquistou três medalhas de ouro e uma de prata nas provas de atletismo. O atleta Walter Xavier levou a melhor na prova de 1.500 metros (categoria B masculino), enquanto Anésio Ribeiro da Silva ganhou a prova de 1.200 metros (categoria C masculino).

Quem também trouxe pra casa a medalha de ouro foi Celso Teverao, que disputou a prova de 600 metros pela categoria F do atletismo. Na prova de 2.000 metros da categoria A na disputa entre os homens, o município ficou com o 2º lugar, com Nelson Lourenço da Silva.

Na natação a conquista da medalha de bronze veio na disputa dos 25 metros nado livre com Francisco Pereira de Carvalho. De acordo com a primeira-dama, Joerly Nakashima, a expectativa para este ano é melhorar os resultados e trazer mais medalhas para Itaquá. “Torcemos para que seja um bom torneio e que os nossos idosos se destaquem em todas as provas.”, declarou.

 

 

Governo Mamoru tem ampliado ações à terceira idade

Por reconhecer a importância de se manter ativo na melhor idade, a gestão do prefeito Mamoru Nakashima (PSDB), tem investido fortemente em atividades para pessoas com mais de 60 anos em Itaquaquecetuba. Foram inauguradas mais de 25 academias ao ar livre na cidade.

De acordo com a assessoria de imprensa do governo de Itaquá, todos os Centros de Referência da Assistência Social (CRAS) oferecem atividades para os idosos.

Além disso, no Centro de Convivência da Melhor Idade atualmente são oferecidas gratuitamente pela gestão municipal atividades como ginástica, pilates, musculação, alongamento, expressão corporal, dança de salão e coreografia. Mais informações: 4753-3370.

 

Renatinho quer integração gratuita para estudantes nos ônibus de Ferraz

O vereador Renato Ramos de Souza, o Renatinho Se Ligue, entregou um oficio a empresa Radial Transportes nessa quarta-feira, 31, pedindo que os estudantes de Ferraz de Vasconcelos possuam a integração gratuita nas linhas de ônibus municipais.

A integração beneficiaria alunos que têm de pegar mais de um ônibus para chegar até a escola. Tendo em vista que na cidade não existem linhas que transitam pelos dois lados da estação, bem como não percorrem a cidade de ponta a ponta.

Segundo Renatinho, o pedido partiu de alunos da Escola Técnica Estadual (Etec). “Quando eles foram informados que a escola mudaria de endereço, muitos alunos ficaram preocupados com a possibilidade de ter que arcar com a tarifa de mais um ônibus, já que o novo endereço não é próximo do centro”, afirmou o parlamentar.

Um pedido informal havia sido feito pelo jovem vereador no fim do ano anterior, onde a empresa se comprometeu a fazer estudos que viabilizassem a integração para os alunos da instituição mantida pelo Centro Paula Souza e demais estudantes da cidade.

Essa é a segunda bandeira que o vereador levanta para os estudantes. No fim do ano passado o jovem parlamentar conseguiu, em parceria com a empresa, que os candidatos ao Exame Nacional de Ensino Médio (Enem) não pagassem a tarifa para realizar a prova.

De acordo com Renatinho, a conquista da integração seria simples, mas para alguns estudantes significa a oportunidade de estudar. “Nossa meta é conseguir o passe livre, mas enquanto não temos uma resposta do executivo, buscamos formas alternativas de facilitar o acesso dos jovens a educação”, relatou.

Conforme informações transmitidas pela assessoria do vereador, a empresa apresentará uma resposta definitiva após o dia 10 de fevereiro.

Mais 30 coberturas em pontos de ônibus deverão ser pintadas neste mês

A partir das informações transmitidas nesta semana pela Prefeitura de Suzano, de que 30 coberturas em ponto de ônibus foram pintadas desde o início de 2018, a reportagem do Oi, encaminhou perguntas ao governo para obter informações mais detalhadas sobre o avanço desse trabalho neste mês de fevereiro. Perguntamos também quantas coberturas estão instaladas hoje em toda a cidade. Eis os esclarecimentos.

Jornal Oi: Existe um número ou estimativa de quantas coberturas serão pintadas nos corredores de ônibus da periferia? Quanto tempo isso será feito?

Governo de Suzano: Com o novo ritmo implantado pela Secretaria de Transporte e Mobilidade Urbana e também com a disponibilidade de recursos materiais (tinta, massa e demais ferramentas), a expectativa é que um ponto de ônibus seja contemplado por dia, seguindo o balanço do mês de janeiro.

Jornal Oi: Em locais onde a estrutura (cobertura) está danificada, a reforma ou troca da cobertura é de responsabilidade da Prefeitura ou da Radial? Quem vai resolver e em quanto tempo o problema?

Governo de Suzano: O trabalho de revitalização está sendo feito nos pontos de ônibus antigos (de concreto), é de responsabilidade da administração municipal, bem como as novas estruturas que foram instaladas pela Radial.

Jornal Oi: Hoje no total Suzano tem quantas coberturas em pontos de ônibus instaladas? Esse número é o ideal?

Governo de Suzano: Não existe um levantamento preciso da quantidade de equipamentos em todo o âmbito municipal. A intenção é que essas estruturas sejam ampliadas, dando prioridade aos corredores de ônibus e, em seguida, estender as melhorias viárias para os bairros periféricos.

Operação prende nove pessoas por desvio de remédios contra o câncer

Nove pessoas foram presas nesta quarta-feira, 31, acusadas de desviar medicamentos de alto custo de órgãos públicos.

As investigações da Operação Medlecy 2 apontam que o grupo conseguiu R$ 16,5 milhões ao revender medicamentos desviados para hospitais e clínicas, entre setembro de 2014 e maio de 2016. Os presos serão acusados de prática de organização criminosa e crime contra a saúde pública.

De acordo com informações da Agência Brasil e do Ministério Público do Estado de São Paulo, a operação é coordenada pela Corregedoria-Geral da Administração, do governo de São Paulo, e pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), do Ministério Público.

Além dos mandados de prisão, também estão sendo cumpridos 16 mandados de busca e apreensão em São Paulo, Goiás, no Espírito Santo e Distrito Federal. Paralelamente, estoques das farmácias de alguns hospitais estaduais foram vistoriados.

A Medlecy 2 é um desdobramento das investigações iniciadas em abril de 2015, em Bauru, no interior paulista, sobre a atuação de de grupo criminoso. Segundo o MP-SP, os criminosos conseguiam os medicamentos de alto custo por meio de furto, roubo e desvio de órgãos públicos, para, em seguida, por meio de empresas de fachada, vender esses medicamentos a clínicas e hospitais.

Na operação foram cumpridos 12 mandados de prisão, oito continuam presos. Ao término dessa investigação, que durou cerca de um ano, o Gaeco ofereceu denúncia contra 15 pessoas residentes nas cidades paulistas de Piratininga, Bauru, São Paulo, Campinas, Ribeirão Preto e Goiânia, por organização criminosa, crime contra a saúde pública e receptação dolosa qualificada.

Segundo o MP-SP, após essa primeira investigação do Gaeco, a Corregedoria-Geral da Administração identificou que as caixas dos medicamentos de alto custo, recuperadas durante a operação, inicialmente tinham sido vendidas à Secretaria de Saúde de São Paulo para o tratamento de câncer. Pelos valores de aquisição, cada caixa custava cerca de R$ 8 mil.

A corregedoria também identificou que um dos investigados é funcionário público do estado de São Paulo e trabalha como motorista no Instituto de Infectologia Emílio Ribas. Entre abril e maio de 2016, o servidor teria recebido R$ 125 mil em depósitos bancários.

 


CLIQUE AQUI PARA SEGUIR NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK

VEJA MAIS INFORMAÇÕES SOBRE BRASIL E MUNDO


 

Tenda Atacado