24 de janeiro de 2021
Publicidade
Fale com o OI no WhatsApp
Início Autores Posts por Redação

Redação

Avatar
10529 POSTS 0 COMENTÁRIOS

Almoço Beneficente

O Lions Clube de Mogi das Cruzes promoveu no domingo, dia 28 de janeiro, em sua sede social, gostoso almoço beneficente em prol da Associação de Voluntários da Santa Casa de Mogi das Cruzes (AVOSC) que é presidida por Miriam do Valle.

A renda obtida será encaminhada para diversas ações sociais, entre elas, a compra de kits de enxoval para recém nascidos. O encontro foi marcado pelo companheirismo e dividido com muitas alegrias.

Em tempo divulgo este acontecimento social que vira notícia em nossos domínios.

 

Cidade retoma vacinação contra a febre amarela na 4ª feira em três endereços

A Prefeitura de Suzano dará início nesta quarta-feira, 7, à segunda fase da campanha de imunização contra a febre amarela.

Desta vez, não há público-alvo específico e será voltada à toda população. Trata-se de 50 mil doses da vacina fracionada que a cidade recebeu do governo do Estado nessa segunda-feira, 5.

A Secretaria Municipal de Saúde terá um esquema especial para promover a vacinação em três pontos até sexta-feira, 9.

A expectativa é de que mais doses sejam enviadas posteriormente para que todos os suzanenses que ainda não foram sejam imunizados.

De acordo com a pasta de Saúde, equipes específicas serão mobilizadas durante os três dias para executar a ação, que ocorrerá das 8 às 17 horas nos seguintes locais:

Ambulatório de Especialidades Dr. Joracy Cruz (rua Kazuo Kagiwara, 33, Parque Santa Rosa), Centro Cultural Professor Luiz Antonio da Silva (rua Crispim Adelino Cardoso, 45, Recanto Feliz, distrito de Palmeiras) e Clube Agrícola Boa Vista (rua Murilo de Matos Farias, 355, Cidade Boa Vista, distrito de Boa Vista).

Para ser imunizado, é preciso apresentar documento com foto, carteira de vacinação (se possível) e comprovante de residência em Suzano.
Com o recebimento nessa segunda-feira, as doses passam por um processo de preparação que dura até 48 horas.

“O governo do Estado deve possibilitar a vacinação em Suzano para a toda a população em etapas ordenadas, ou seja, gradualmente. Portanto, não há necessidade de pressa em busca da dose fracionada que já está ou será colocada à disposição”, ressaltou o secretário municipal de Saúde, Luis Cláudio Rocha Guillaumon.
Ele ainda explicou que apenas será necessário fazer a distribuição de senhas ao público presente nos três locais destinados à ação caso haja muita aglomeração e para finalizar o lote do dia.

Sem casos

Até o momento, não há casos confirmados nem suspeitos de febre amarela em Suzano. Das dez notificações registradas no município, seis foram descartadas e quatro continuam em investigação, aguardando resultados de exames no Instituto Adolf Lutz, em São Paulo.

A direção da Vigilância em Saúde informa que Suzano não está em área de vulnerabilidade da doença. Caso a pessoa vá para zonas de risco, é preciso se imunizar pelo menos dez dias antes. O setor também ressalta a importância do combate aos criadouros do mosquito Aedes aegypti, para evitar que exista transmissão urbana da febre amarela.

Tenda Atacadista vai inaugurar loja em Ferraz neste dia 8

De acordo com informações da empresa Matec Engenharia, a loja de Ferraz do supermercado Tenda Atacadista, será inaugurada neste dia 8, a partir das 10 horas. A implantação do Tenda em um terreno que pertencia (pertence) a prefeitura de Ferraz está envolta às polêmicas.

O terreno em questão fica na Vila Romanópolis e a princípio abrigaria um shopping center. Pelo menos foi para esta finalidade que o governo (na gestão do ex-prefeito Dr. Jorge) fez a concessão da área onde funcionava o complexo esportivo Birutão.

O shopping não saiu do papel nos governos do Dr. Jorge, de Filló e de José Izidro, sendo que no início deste ano foi iniciada a construção do Tenda e não do centro de compras.

2018 começa do mesmo jeito que 2017; Estado esperando a escritura do terreno para obra da Fatec

Em setembro de 2012, o governador Geraldo Alckmin (PSDB) esteve em Suzano para ‘tentar ajudar’ a campanha do então candidato a prefeito Paulo Tokuzumi (PSDB) que patinava em sua disputa contra vários adversários pouco expressivos, entre eles o professor Valdecir Stuani (PT) que era do partido do então prefeito Marcelo Candido (PT). Para alavancar a candidatura de Tokuzumi, o governador anunciou a implantação da Fatec em Suzano.

Isso foi lá em 2012 e já estamos em fevereiro de 2018 e a obra da Fatec ainda nem começou. Neste início de ano a reportagem do Jornal Oi voltou a questionar o Centro Paula Souza (que é ligado ao governo do Estado e responsável pela construção das Fatecs no Estado) sobre um cronograma para a abertura da licitação, execução da obra e inauguração da faculdade.

Em resposta (enviada ao Oi na semana passada) o Centro Paula Souza repetiu a mesma resposta enviada ao Oi jornal nos últimos dois anos: “Em relação ao projeto de implantação da futura Fatec de Suzano, a instituição aguarda a transferência do terreno pela prefeitura”.

A resposta (repetida) da Fatec revela que o governo do prefeito Rodrigo Ashiuchi (PR) estaria enfrentando as mesmas dificuldades enfrentadas pelo governo do ex-prefeito Tokuzumi (entre 2013 e 2016) que não conseguiu ou não quis liberar o terreno (na esquina das avenidas Mogi das Cruzes e Paulista – no Jardim Monte Cristo) para o Centro Paula Souza.

Descaso e incompetência, certamente contribuíram para que o governo de Tokuzumi não liberasse a escritura do terreno em um prazo de quatro anos. O atual governo de Suzano poderá esclarecer nas próximas horas o que fará de diferente em relação ao ex-prefeito Tokuzumi para que Suzano tenha a sua Fatec, afinal não é (ou não deveria ser) normal uma cidade ficar esperando por mais de cinco anos por um projeto tão importante quanto é o da Fatec.

Ano letivo tem início com entrega de uniforme e kits escolares e novos projetos para a educação

O retorno às aulas da rede municipal nessa segunda-feira, 5, contou com a apresentação das ações da área de educação do programa Move Mogi no Cempre Ver. Ivan Nunes Siqueira, no Oropó.

O prefeito Marcus Melo (PSDB) visitou duas escolas, onde entregou os uniformes e kits escolares e no Cempre, apresentou os projetos executados em 2017 e o planejamento para os próximos anos. Uma das novidades é a construção de um novo Cempre em Jundiapeba, que atenderá 840 alunos.

O complexo educacional contará com 12 salas de aula, biblioteca multimídia, sala de dança, além de auditório e ginásio poliesportivo. “O projeto do Cempre terá investimento de 11 milhões e devemos iniciar as obras nesse ano. O prazo é de 18 meses”, explicou o prefeito, que esteve acompanhado pela presidente do Fundo Social de Solidariedade, Karin Melo. O prédio ficará na rua José Pereira, esquina com rua Laurindo Pereira e Rua José Rodrigues Pires.

Além do novo Cempre, outras nove creches foram apresentadas pelo chefe do executivo. “Trata-se de um modelo novo que nós adequamos para 195 alunos em parceria com a comunidade, as entidades e a Secretaria de Educação. As propostas para as primeiras quatro creches estão na Secretaria de Obras e após o carnaval, deveremos conhecer as empresas vencedoras”, disse o prefeito.

As primeiras unidades serão construídas em Jundiapeba, que terá duas creches, e as outras no Mogi Moderno e no Jardim Universo. O investimento previsto é de cerca de R$ 11 milhões. O material didático da rede municipal também terá novidades neste ano.

“Adotamos em 2017 o programa Ler e Escrever, material do Governo Estadual oferecido gratuitamente, para o ensino fundamental. Neste ano, complementamos com o EMAI para o ensino de matemática.

Com o objetivo de padronizar o ensino da educação infantil, a equipe pedagógica da Secretaria de Educação e profissionais das escolas elaboraram um material que será usado pelas escolas municipais e subvencionadas e também poderá ser compartilhado com outros municípios”, disse o prefeito.

STF reabre debate sobre prisão em 2ª instância. O que o povo acha disso?

BRASILIA DF 28/03/2017 POLITICA Ministro Alexandre de Moraes preside sessão da 1ª turma do STF. Foto: Nelson Jr./SCO/STF

Segundo informações do Painel, da Folha de São Paulo, um novo placar do Supremo Tribunal Federal (STF) sobre prisão após segunda instância será revelado nesta terça-feira, 6.

Isso porque o mais novo presidente da primeira turma da corte, Alexandre de Moraes, colocou em pauta dois casos que abordam diretamente a discussão. O debate voltou a ser mobilizado após a decisão do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) de confirmar a condenação do ex-presidente Lula, em segunda instância.

Os casos colocados em pauta pelo ministro serão o de um perfeito condenado a cinco anos, em 2009, pelo TRF-4. A Procuradoria-Geral da República (PGR) pede rápida análise, porque a pena caducará em fevereiro.

A outra ação em pauta é uma liminar de Marco Aurélio Mello que impediu a prisão de um condenado no STF a cinco anos e meio. Até agora, Moraes não se pronunciou sobre o tema, mas seu voto poderá ser decisivo para alterar o entendimento do Plenário em 2016, que permitiu a detenção antes de esgotados os recursos nas instâncias superiores, por seis a cinco votos.

Ele substituiu o ministro Teori Zavascki, morto em um acidente aéreo em janeiro do ano passado, que tinha votado em favor da prisão em segunda instância. Ainda, segundo o Painel, nos bastidores a análise é de empate, só não se sabe a posição de Moraes que daria seu “voto de minerva”. Trata-se de um debate importantíssimo para o presente e o futuro do Brasil.

Existe o risco de a partir desta terça-feira o STF jogar no lixo Constituição Federal por motivos políticos, ou seja, para acelerar a prisão do ex-presidente Lula. A Constituição diz que somente após a condenação transitada em julgado em todas as instâncias do Judiciário, o réu poderá ser preso.

 

Márcio Alvino: “existe 50% de chances de Tiririca ser candidato”. Palhaçada?

Em recente conversa com a reportagem do Jornal Oi, o deputado federal Marcio Alvino (PR) afirmou que existe 50% de chances de o ainda deputado federal Tiririca (PR) concorrer a mais um mandato na eleição deste ano.

Isso, apesar de Tiririca ter feito todo um teatro para garantir (isso aconteceu no ano passado) que não pretendia ser mais candidato e que deixaria a política, bastante envergonhado principalmente porque os políticos não estariam conseguindo (ou não teriam interesse) em atender as necessidades do povo.

Acontece que muita gente e inclusive a reportagem do Jornal Oi não engoliu o discurso de Tiririca. Antes da eleição de 2014 quando conseguiu a reeleição com mais de um milhão de votos, Tiririca chegou a fazer um discurso parecido, afirmando que não pretendia continuar atuando como deputado federal, que estava decepcionado e tal.

Verificou-se que era pura estratégia de marketing do PR que tem em Tiririca um puxador de votos importantíssimo. Nas duas últimas eleições ele arrastou ao menos dois deputados do PR por conta do coeficiente eleitoral.

Por causa das mentiras que Tiririca contou no passado, o Oi questionou Marcio Alvino sobre o que o deputado federal e palhaço pretende fazer na eleição deste ano: “O Tiririca é sempre uma incógnita. Não dá para saber o que ele vai fazer; existe 50% de chances de ele sair e 50% de chances de ele não sair”, avaliou Marcio Alvino que confirmou a sua decisão de concorrer à reeleição.

Protege Mogi: em 2018 cidade terá mais câmeras, viaturas, GCMs e nova Central de Segurança

O prefeito Marcus Melo (PSDB) apresentou, na tarde de sexta-feira, dia 2, as ações da área de segurança pública do programa Move Mogi. O evento aconteceu na Escola de Governo e Gestão, na Vila Nova Mogilar, e contou com a presença de autoridades e de representantes da sociedade ligados ao tema. As novas ações estarão dentro do programa Protege Mogi.

“Garantir da segurança da população deve ser um trabalho de todos, realizado de forma integrada entre a Prefeitura, as Polícias Civil e Militar, com a participação de toda a sociedade. É um esforço constante. O que buscamos é ter uma cidade mais segura e tranquila”, destacou Marcus Melo.

O prefeito lembrou que, em Mogi das Cruzes, a administração municipal vem atuando intensamente em ações voltadas à segurança pública, seja no investimento na Guarda Municipal, no apoio aos órgãos estaduais e na adoção de tecnologias, como o sistema de monitoramento e o projeto Barreira Eletrônica. Anualmente, a Prefeitura investe cerca de R$ 20 milhões em segurança.

Entre os novos investimentos que serão feitos dentro do programa Protege Mogi está a construção da Central de Inteligência de Segurança, que reunirá diversas estruturas da Guarda Municipal, a Central Integrada de Emergências Públicas (Ciemp), o monitoramento por câmeras e a Defesa Civil. O novo prédio tem investimento previsto de R$ 4 milhões e ficará na avenida Engenheiro Miguel Gemma, no Socorro.

A construção também seguirá as diretrizes de sustentabilidade que estão sendo adotadas nos projetos desenvolvidos pela administração municipal, com placas fotovoltaicas, muro verde, piso drenante, iluminação e ventilação naturais e reúso da água. A expectativa é que a licitação possa ser iniciada até o final deste ano.

Outra novidade voltada à Guarda Municipal é a aquisição, neste ano, de 10 novos veículos e 6 novas motocicletas para atuar no patrulhamento. Além disso, está prevista a contratação de 60 novos guardas municipais, por meio de concurso público que está em andamento.

Os novos profissionais e a ampliação da frota da corporação permitirão o desenvolvimento de novos serviços, como a Patrulha Maria da Penha, voltada à prevenção e combate à violência contra a mulher, e a Patrulha Rural. Estas duas ações têm previsão de implantação até o final deste primeiro semestre.

O sistema de monitoramento também deverá receber investimentos em 2018, com 21 novas câmeras. Os equipamentos serão implantados em locais definidos após mapeamento realizado em conjunto com as Polícias Militar e Civil, levando em conta o registro de índices de criminalidade, a movimentação de pessoas, a existência de comércios, entre outros.

Herói ou vilão? fãs não se conformam; mas o juiz Moro recebe auxílio-moradia

O juiz Sérgio Moro, responsável pela Operação Lava Jato em Curitiba, disse que recebe auxílio-moradia, mesmo tendo imóvel na capital paranaense, como complementação salarial.

Segundo ele, a medida se faz necessária pela falta de reajuste para a categoria. “O auxílio-moradia é pago indistintamente a todos os magistrados e, embora discutível, compensa a falta de reajuste dos vencimentos desde 1º de janeiro de 2015 e que, pela lei, deveriam ser anualmente reajustados”, justificou o juiz ao Globo.

Com salário-base de R$ 28.948, a remuneração bruta de Moro chega a R$ 34.210, se somados os benefícios — acima, portanto, do teto constitucional que é de R$ 33.763. Em dezembro de 2017, Moro ganhou gratificações no total de R$ 6.838, elevando o salário para R$ 41.047.

Conforme mostrou a Folha de S.Paulo nesta sexta-feira, dia 2, Moro é dono de um apartamento em Curitiba. O recebimento do benefício não é ilegal. Uma liminar do ministro Luiz Fux, do Supremo Tribunal Federal, garante a todos os magistrados, mesmo aqueles que têm residência própria na cidade onde trabalham.

Mas nem todos os juízes fazem uso do benefício como complemento salarial, a exemplo de Moro. Pelo menos 15% dos magistrados da 4ª Região, que compreende Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná, abriram mão do auxílio-moradia. Desde a liminar de Fux, os integrantes da 4ª Região já receberam R$ 71,3 milhões dessa verba.

A decisão provisória do ministro será julgada pelo plenário do Supremo provavelmente em março, segundo a presidente do Supremo, Cármen Lúcia.

O benefício não conta para o teto constitucional dos vencimentos do setor público, hoje em R$ 33.763. Atualmente 26 ministros de tribunais superiores em Brasília recebem o auxílio-moradia mesmo tendo imóvel próprio na capital, segundo a Folha.

Responsável pela Lava Jato no Rio, o juiz Marcelo Bretas e sua esposa, também juíza, recorreram à Justiça para que o casal acumulasse os dois benefícios, prática vetada pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ).

Centenas de pessoas se manifestaram sobre o assunto nos espaços de comentários dos sites dos principais jornais do Brasil. E muita gente não escondeu a surpresa e a decepção com o fato de o juiz Moro (considerado por muitos como sendo um exemplo de moralidade) acrescentar ao seu gordíssimo salário o tal do auxilio moradia.

Pelo que a reportagem do Oi constatou nas sessões de comentários, muita gente acordou para a realidade de que o juiz Moro não deve e nem pode ser considerado como a referência o exemplo máximo a ser seguido, bajulado ou considerado como sendo um semideus ou salvador da pátria. Acorda Brasil.

Santa Isabel oferece oficina de criação de histórias em quadrinhos

Em mais uma parceria da Prefeitura de Santa Isabel, por meio da Secretaria Municipal da Cultura, com o Governo do Estado de São Paulo, POIESIS, Oficinas Culturais e Secretaria Estadual da Cultura, será realizada a Oficina de Criação de Histórias em Quadrinhos.

“Santa Isabel é reconhecida como a Capital Nacional das Histórias em Quadrinhos e foi aqui na nossa cidade que nasceu o maior nome das HQ’s do Brasil, Mauricio de Sousa, mas no município temos outros grandes artistas e tenho certeza que surgirão cada vez mais nomes expoentes do seguimento”, disse o Secretário Municipal da Cultura, Tiago Pierre.

O participante vai aprender a criar sua própria história em quadrinhos de maneira livre, além de desenhar seus personagens e criar seu próprio estilo, dando asas a sua imaginação e desenvolvendo o seu talento.

A Oficina, que é indicada para maiores de 16 anos, terá a coordenação de Magô Pool e será realizada nos dias 1, 2, 8 e 9 de março, das 13h30 às 16h30, na Gibiteca Mauricio de Sousa, localizada na Avenida Nove de Julho, 148 – Centro. Ao todo serão 20 vagas disponíveis que serão preenchidas por ordem de inscrição.

“Além de valorizar e incentivar os artistas Isabelenses, estamos trabalhando para que essa arte continue forte em Santa Isabel e que novos talentos apareçam no município”, afirmou a Prefeita de Santa Isabel, Fábia Porto.

As inscrições vão até o dia 23 de fevereiro na Secretaria Municipal da Cultura, localizada na Avenida da República, 118 – Centro, ou pelo telefone 4657-3464. Para mais informações entre em contato com a Secretaria Municipal da Cultura, de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h.