Centerpex Cinemas Suzano Shopping

Durante a noite desta terça-feira, 27, aconteceu na Câmara de Poá, a primeira sessão ordinária após a votação do polêmico PL 26/2021. Em um cenário tranquilo, sem manifestações, a sessão comandada pelo vereador e presidente Diogo Pernoca durou menos de trinta minutos e teve o uso da tribuna suspenso após solicitação do vereador Lucas Ferrari (PSC).

Com a tribuna suspensa, o único fato relevante desta sessão, foi a cerimonia de posse do vereador Renato da Padaria (Podemos), que está substituindo o parlamentar Edinho (Podemos), diagnosticado com covid-19, um dia após a polêmica votação do PL 26/2021 na última sexta-feira, 23.

Em razão da repercussão negativa deste projeto o vereador Edinho deixou a liderança do governo na Câmara. Na semana passada em conversa com a reportagem do Jornal Oi, Edinho não descartou a possibilidade de concorrer para prefeito de Poá em 2024.

Edinho não é o único vereador de Poá diagnosticado com Covid-19. O parlamentar Edevaldo Gonçalves (PRTB), recentemente também foi diagnosticado com o novo coronavírus, em seu lugar, está o parlamentar suplente, Henrique Novaes (PRTB), que também votou favorável ao projeto de lei 26/2021.

Ainda sobre o PL 26/2021, alguns servidores públicos municipais, desta vez sem o apoio de sindicatos, tais como, SindSaúde, Sineduc e Sinserp, seguem em estado de greve e devem realizar uma nova assembleia na próxima terça-feira às 17 horas na frente da Câmara Municipal.

A primeira assembleia foi realizada nessa terça-feira 27 na frente da prefeitura de Poá, mas não foi empolgante para os servidores, pelo pouco número de pessoas presentes.