Prefeitura de Guararema

Neste domingo (17), a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) liberou o uso emergencial das vacinas contra a covid-19, sendo elas, a Coronavac e a desenvolvida pela faculdade de Oxford. Os imunizantes vão ser distribuídos no país pelo Instituto Butantã e pela Fiocruz.

No inicio da tarde deste domingo (17), o parecer técnico dos servidores da Anvisa fez a recomendação para aprovação do uso emergencial dos imunizantes, desta forma, o primeiro parecer já havia sido favorável ao uso das vacinas. A aprovação da Anvisa, era a última etapa para disponibilizar a população o uso emergencial das vacinas. .

Durante a pandemia, a Anvisa esteve no centro de discussões políticas. O governo do estado de São Paulo levantou suspeitas sobre interferências políticas do governo federal no órgão regulamentador quando, no mês de Novembro, os estudos da Coronavac foram suspensos, uma decisão comemorada pelo presidente Jair Bolsonaro. A agência chegou a soltar uma nota garantindo sua autonômia.

Manifestações…

Quinze pessoas se reuniram na manhã deste domingo (17) em frente a sede da Anvisa, liderado pelo Movimento Povo Sem Medo, do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST). O grupo está protestando em prol da vacina e contra o presidente Jair Bolsonaro.

Um boneco gigante com a imagem de Bolsonaro e suas mãos sangrando foi colocada em frente a sede da Agência regulatória. Durante a noite deste sábado (16), a sede da agência também teve algumas manifestações em prol da vacina e pichações que acusavam o presidente Bolsonaro de genocida.