Alunos da Piaget são empossados na OAB-SP. Grupo desenvolve projetos sobre os direitos das mulheres e outros temas
Na imagem que ilustra essa reportagem os quatro alunos embaixadores da Piaget aparecem ao lado do presidente da OAB estadual/ Foto: Divulgação
Prefeitura de Suzano

Os alunos do curso de Direito da Faculdade Piaget de Suzano, Bárbara Aparecida de Paula Silva (6º semestre), Franciele da Silva Santos, (4° semestre), Bras Santos de Oliveira  (7º semestre) e Rafael Okamoto (6º semestre) foram empossados na noite dessa quarta-feira, 21, como embaixadores da Comissão de Acadêmico e da Acadêmica de Direito (CAAD) da Ordem dos Advogados do Brasil de São Paulo (OAB-SP).

A solenidade, realizada da forma híbrida com embaixadores sendo empossados presencialmente no auditório da OAB-SP na Capital e outros sendo confirmados no projeto de forma virtual, foi conduzida pelo advogado e presidente da OAB no Estado de São Paulo, Caio Augusto Silva dos Santos e pela professora e presidente da CAAD, Adriana Cecílio Marco dos Santos.

Na imagem que ilustra essa reportagem os quatro alunos embaixadores da Piaget aparecem ao lado do presidente da OAB estadual.

A célula da Piaget foi uma das únicas entre todas as células/grupos do curso de Direito de instituições de ensino integrantes do projeto que  contou com a participação presencial, apesar do frio  e dos cuidados necessários contra a pandemia, de seus quatro integrantes na cerimônia presencial.

O esforço das alunas e alunos que integram a célula da Piaget destaca o comprometimento do grupo tanto em representar o jovem curso de Direito da Faculdade Piaget, quanto com a CAAD e a OAB-SP que estão oferecendo aos futuros operadores do Direito (selecionados para projeto como embaixadores) a oportunidade de participar de palestras e outros eventos com especialistas nas mais diversas áreas do Direito.

Mesmo antes de ser empossada a célula da Piaget já participou de várias atividades (ao longo do primeiro semestre) e o foco agora é o desenvolvimento de um trabalho sobre o Direito das Mulheres (a evolução dos Direitos das Mulheres e as Mulheres nos Espaços de Poder) que será apresentado até o final deste ano para o maior número de pessoas.

Esse trabalho/apresentação será desenvolvido por meio de um grupo de estudos que a célula está formando com alunos e professores da Piaget, além de especialistas convidados.

Além do Direito das Mulheres, a célula irá pesquisar e desenvolver projetos sobre outros temas relevantes propostas pela CAAD e a OAB-SP.

Os objetivos e ações da Comissão do Acadêmico e da Acadêmica de Direito  

A Comissão do Acadêmico e da Acadêmica de Direito tem como objetivo desenvolver um trabalho sob a perspectiva de dois pilares fundamentais: a valorização da advocacia, buscando conscientizar o alunado sobre a responsabilidade e a importância de nossa profissão para a sociedade; e o desenvolvimento acadêmico e humano dos futuros profissionais.

Durante a cerimônia de posse dos embaixadores, tanto a professora e presidente da CAAD, quanto o presidente da OAB-SP destacaram que o contato com a Ordem dos Advogados do Brasil é fundamental para que os alunos e alunas tenham referência da relevância e do protagonismo da advocacia ao tutelar os direitos e assegurar garantias dos cidadãos.

É o trabalho dos advogados e advogadas que, diuturnamente, afirmam, protegem e resguardam o direito a ter direitos.

A comissão tem desenvolvido, apesar da pandemia, uma intensa agenda de palestras e eventos no sentido de aproximar os estudantes da OAB e apresentar, aos acadêmicos e acadêmicas, a advocacia com o peso e o valor que ela assenhoreia perante o corpo social.

Além da célula da Faculdade Piaget, cerca de 20 outras instituições de ensino tem células (com alunos do curso de Direito) participando dos projetos e grupos de estudos propostas pela CAAD desde o início desse ano.