Alça para o Rodoanel voltou para a SP-66 em 2018. Políticos só ‘descobriram a novidade’ em 2022. Pelo jeito, Suzano vai esperar mais 4 anos pela obra?
A obra da alça de saída ao Rodoanel voltou para a SP-66 em 2018 e nos últimos três anos os políticos não conseguiram acelerar a Artesp e a SPMar para finalizar a elaboração dos projetos/ Foto: Divulgação
Campanha Tudo novo

Nessa quarta-feira, 5, o governo de Poá fez uma verdadeira festa para ‘comemorar a confirmação’ de que alça ao trecho Leste do Rodoanel será construída na SP-66 na divisa com a cidade de Suzano.

De acordo com a Secretaria de Comunicação da prefeitura de Poá, o vice-prefeito Geraldo Oliveira participou de uma reunião com a Agência de Transporte do Estado de São Paulo (Artesp), onde foi oficializado que o município de Poá receberá uma alça de saída do Rodoanel Mario Covas.

A nova alça será construída na rodovia João Afonso de Souza Castellano, no limite com a cidade de Suzano.

Representando a chefe do Executivo Municipal, Marcia Bin, o vice-prefeito esteve acompanhado pelo deputado estadual, André do Prado e o prefeito suzanense Rodrigo Ashiuchi.

“Já tínhamos a informação de que estava praticamente certa a construção da alça naquele local, mas só foi oficialmente confirmada nesta reunião, o que nos deixou muito satisfeitos. Esta obra trará desenvolvimento e receita para o município, assim como para toda a região”, afirmou Geraldo Oliveira.

De acordo com o diretor da Artesp, João Luis Lopes, o Projeto Funcional está em fase final e nos próximos dias será entregue pela concessionária SPMar, conforme o Jornal Oi revelou no final do ano passado.

“Vale ressaltar que a prefeita Marcia Bin tem total interesse na conclusão deste projeto, além de sempre ter se posicionado a favor da implantação das alças naquela área, por entender que é a melhor opção para Poá e região. Aproveito também para agradecer ao deputado André do Prado, que tem lutado insistentemente pela construção destas alças”, finalizou o vice-prefeito.

Serão duas alças de saída, sendo uma em Poá e outra na cidade de Suzano.

É incrível como lideranças políticas, cada vez mais (salvo as exceções) ‘procuram meter um louco’ em vez de trabalhar para que os projetos saiam do papel o mais rapidamente possível.

A obra da alça de saída ao Rodoanel voltou para a SP-66 em 2018 e nos últimos três anos os políticos não conseguiram acelerar a Artesp e a SPMar para finalizar a elaboração dos projetos

Essa alça já deveria estar pronta e os políticos que ganham muito para cobrar a realização de obras e projetos que são do interesse de Poá e região sabem muito bem disso, mas preferem (cinicamente) comemorar a ‘confirmação’ de um projeto que já deveria ter saído do papel.

Com esse tipo de postura ‘das lideranças’ não será novidade se a obra levar mais uns quatro anos para ser executada. Lamentável.