Walter Tajiri denuncia os estragos feitos nas finanças de Biritiba pelo prof. Jarbas
O prefeito de Biritiba esteve, ao vivo, na redação do Oi Diário nesta sexta/Foto: Marcelo Prado Jr.
Prefeitura de Mogi das Cruzes

O novo prefeito de Biritiba Mirim, Walter Tajiri (PTB), participou nesta sexta-feira, 14, do “Café na Redação” do Jornal Oi e fez um balanço dos trabalhos do seu governo. Exatamente neste dia 14 Tariji completou três meses no cargo de prefeito em Biritiba. Ele assumiu as funções de chefe do Executivo no dia 14 de setembro depois que o Poder Judiciário determinou o afastamento do então prefeito Jarbas Ezequiel  (PV).

Tajiri foi eleito vice de Jarbas na eleição de 2016 e teve de assumir o comando do governo em razão de uma série de inacreditáveis irregularidades e lambanças praticadas por Jarbas Ezequiel no período de pouco mais de 18 meses em que esteve à frente da prefeitura da cidade que tem a sua economia baseada principalmente na produção agrícola, apesar de essa atividade estar passando por um processo de redução (decadência) em várias cidades do Alto Tietê.

Tajiri revelou que ainda continua trabalhando politicamente e administrativamente para resolver os problemas que herdou do ex-prefeito Jarbas.

“Encontrei a prefeitura cheia de dívidas. Vou dar um exemplo na área da educação, o ex-prefeito Jarbas comprou uniforme escolar para os alunos, mas não pagou a dívida de R$ 400 mil com a empresa fornecedora que agora está nos cobrando. O ex-prefeito deixou dívidas em todas as áreas. Pelo que foi contabilizando até agora a dívida total chega aos R$ 12 milhões e estamos falando só das dividas feitas durante o tempo em que o ex-prefeito estava à frente do governo”.

“Todos sabem que o orçamento da prefeitura é baixo e por isso estamos enfrentando dificuldades para colocar as finanças em ordem, manter os serviços públicos e buscar investimentos para melhorar a cidade”, destacou o prefeito.

Questionado sobre o papel de um grupo de políticos e amigos do ex-prefeito de Ferraz, Acir Filló, que inexplicavelmente o ex-prefeito Jarbas levou para dentro do seu governo logo no início de 2017, o novo prefeito de Biritiba, deixou claro que ‘a máfia de Ferraz’ (como é lembrado o bando do ex-prefeito de Ferraz que ocupou posições estratégicas na prefeitura especialmente ao longo de 2017), podem ser considerados os responsáveis pelas dívidas contraídas pela prefeitura entre janeiro de 2017 e julho de 2018.

O novo prefeito ressaltou, entretanto, que não vai jogar para debaixo do tapete as possíveis irregularidades praticadas por Jarbas e seus amigos de Ferraz. “Estamos abrindo sindicâncias e se for necessário vamos denunciar tudo ao Ministério Público. Quero fazer um governo sério e sair de cabeça erguida da prefeitura em 2020”, argumentou Tajiri que desejou um Feliz Natal e Bom Ano Novo aos moradores de Biritiba Mirim que acompanharam a Live.

O novo prefeito garantiu que os resultados do seu trabalho vão aparecer de forma mais evidente a partir de 2019, principalmente nas áreas da educação, saúde, transporte e geração de empregos.