Walmir Pinto diz que Candido não será mais candidato a prefeito em Suzano, mas ‘aposta’ que Estevam será
Walmir disse que mesmo com 80 ou 90 anos o Estevam sempre será candidato (a prefeito) ou pelo menos vai se apresentar como candidato e desistir na última hora caso perceba que não terá chances de vencer/ Foto: Divulgação

O vice-prefeito de Suzano, Walmir Pinto (PDT), concedeu na segunda-feira, 12, uma entrevista bastante esclarecedora no programa “Vai Encarar?”.

Na primeira parte da entrevista publicada no site do Jornal Oi, ainda na segunda-feira, o vice de Rodrigo Ashiuchi (PR) afirmou entre outras coisas que não acredita na possibilidade de um racha político entre o PDT e o PR até 2020, quando acontecerá a próxima eleição municipal.

Walmir foi questionado sobre esse assunto porque desde o ano passado cogita-se nos bastidores políticos da cidade que após a eleição ao governo do Estado (cujo 2º turno ocorreu no dia 28 de outubro) poderia ocorrer uma divisão entre os grupos políticos de Ashiuchi e Marcelo Candido que é do PDT e indicou Walmir Pinto para ser o vice do prefeito.

Pinto garantiu que essa possibilidade praticamente não existe e que em vez de um racha, seria mais certo apostar que o PDT e o PR poderão conquistar o apoio de outros partidos para a disputa da reeleição em 2020.

O vice-prefeito ressaltou, entretanto, que a prioridade maior do governo de Suzano neste momento é fazer os investimentos e obras de que a cidade precisa e que o reconhecimento do eleitor virá, naturalmente, caso o povo perceba que a atual gestão está fazendo tudo o que é possível para melhorar a qualidade de vida dos suzanenses.

Questionado sobre qual deverá ser o papel do ex-prefeito Marcelo Candido na disputa eleitoral de 2020, Walmir Pinto não teve dúvidas em informar que Candido vai alçar novos voos na politica regional e estadual e que por esse motivo não deverá mais concorrer ao cargo de prefeito em Suzano ou em outra cidade.

“O Marcelo é um estrategista da política, ele foi muito bem na eleição ao governo do Estado (concorreu a governador pelo PDT) e tem a missão de organizar o PDT em todo o Estado de São Paulo, de ajudar o Ciro Gomes que está construindo uma frente de esquerda em oposição ao governo do presidente eleito e por tudo isso avalio que ele não concorrerá mais para prefeito”, argumentou.

Ele também falou o que pensa sobre a participação ou não do deputado estadual reeleito Estevam Galvão (DEM) na eleição de 2020.

“Avalio que ele será candidato. Seja com 80 ou 90 anos o Estevam sempre será candidato (a prefeito) ou pelo menos vai se apresentar como candidato e desistir na última hora caso perceba que não terá chances de vencer. Acho que na eleição de 2020 teremos até dez candidatos, incluindo ai um candidato (a prefeito) do PT”, prognosticou Walmir Pinto.