‘Violentado’ em 2012, o PSDB em Suzano segue de ‘mão em mão’. Parece o PSDB Nacional de Aécio Neves
O partido foi ‘tomado’ da família Cardoso após uma briga intensa nos bastidores que envolveu até o ex-governador Geraldo Alckmin

Em 2012 o PSDB de Suzano estava sob o comando do empresário José Cardoso que queria ser candidato a prefeito. Mas o grupo político do deputado Estevam Galvão (DEM) decidiu que Paulo Tokuzumi (que já tinha sido um péssimo prefeito no século passado) seria a melhor opção para derrotar o candidato do PT/Marcelo Candido e que o melhor partido para aquela disputa seria o PSDB.

O partido foi ‘tomado’ da família Cardoso após uma briga intensa nos bastidores que envolveu até o ex-governador Geraldo Alckmin. Tokuzumi foi eleito (fez mais um péssimo governo) e o PSDB de Suzano entrou – especialmente após o fim da gestão Tokuzumi – em crise praticamente terminal.

Tokuzumi largou o partido de mão – como já tinha feito com a cidade. A ex-secretária Carminha teria tentando assumir o controle do partido que foi parar (de novo) nas mãos da família Cardoso que lançou a jovem Juliana Cardoso para cargo de deputada federal pelo PR.

Entre o final de 2017 e o início deste ano, a guerra pelo comando do partido em Suzano se intensificou nos bastidores, sendo que o grupo que ajudou Tokuzumi a tomar o partido em 2012 não mediu esforços para tirar a legenda das mãos do Cardoso.

Nos últimos meses, o Jornal Oi chegou a procurar o comando do PSDB em São Paulo para saber quando (e como) o partido em Suzano seria pacificado. O PSDB não se manifestou.

Nessa semana o Jornal Oi finalmente descobriu que o PSDB de Suzano foi mais uma vez tomado da família Cardoso e com o partido estaria sob o comando do ativista político conhecido com o Ceará, do ex-secretário de Esportes em Suzano, Maria do Lava Rápido e do ex-vereador e médico Dr. Walmir.

Essas lideranças poderão dar mais detalhes da situação do partido nas próximas horas. Mas o comando do partido poderá trocar de mãos mais uma vez até o final de julho, quando uma nova convenção partidária deverá acontecer.

Só para constar, o vereador Carlão da Limpeza (PSDB) que queria ser candidato a prefeito na eleição de 2016 (mas teve o nome reprovado por Tokuzumi – que escolheu Carminha) defendia até o começo deste ano que o partido deveria ser dirigido pela família Cardoso.

Apesar de toda essa confusão, o PSDB de Suzano deve lançar um candidato a deputado federal (médico que saiu do Samu). As lideranças (provisórias) do PSDB em Suzano poderão ser manifestar sobre o assunto nas próximas horas.