Renato Caroba do PT lança pré-candidatura a deputado estadual neste sábado
Sua pré-candidatura tem como proposta um mandato cidadanista que resgate o papel do governo do Estado /Foto: Reprodução Facebook
Vai Encarar ?

O vereador, ex-presidente da Câmara de Arujá e pré-candidato ao cargo de deputado estadual, Renato Caroba (PT), participou do programa “Café na Redação” do Jornal Oi nesta terça-feira, 12.

Caroba que tem 35 anos de idade respondeu a todas as questões formuladas pelo apresentador do programa e também respondeu perguntas de moradores de Arujá que participaram da entrevista ao vivo realizada estúdio do Oi Diário em Suzano.

Caroba falou do início de sua carreira política (ainda adolescente) e fez um rápido balanço de sua trajetória que teve como pontos altos o comando do Legislativo arujaense em 2016 e a reeleição para o segundo mandato de vereador. Caroba já pode ser considerado como sendo o político progressista mais bem sucedido da história de Arujá, cidade que é comandada politicamente pelo grupo do ex-prefeito Abel Larini (PR).

O vereador foi questionado sobre a sua decisão de concorrer a deputado, apesar das críticas e ataques que vários setores da sociedade fazem ao partido e às principais lideranças do PT.  Caroba destacou a qualificação dos representantes políticos do PT, defendeu o legado do governo do ex-presidente Lula e disse que se sente preparado e motivado e fazer um trabalho mais intenso e de resultados mais efetivos em benefício de Arujá e cidades do Alto Tietê  – no caso de ser eleito deputado estadual em outubro.

Renato Caroba salientou que o governo do Estado (comandado desde o  século passado por políticos do PSDB) está brincando com os prefeitos, com a população, com as cidades da região e por extensão com Condemat (Consórcio integrado pelos prefeitos do Alto Tietê): “É preciso uma cobrança mais intensa e qualificada da nossa região junto ao governo do Estado. Lamentavelmente o governador do Estado visita Arujá e outras cidades da região e é recebido com elogios e aplausos, mas não vemos nenhum tipo de cobrança sobre os problemas que afetam a nossa região. Quero ser candidato e deputado para mudar esse comportamento, tanto das lideranças políticas da região (prefeitos e deputados) quanto do governo do Estado que, sistematicamente, tem repassado às prefeituras responsabilidades financeiras e administrativas que são do Estado. O caso mais emblemático é o da segurança pública que é dever do governo do Estado. Quero trabalhar em parceria com os deputados e prefeitos, independente dos partidos, para que a região receba os investimentos de que precisa em todas as áreas”, explicou.

O vereador e pré-candidato em vários momentos da entrevista chamou a atenção para a falta de gestão do governo de Arujá, ‘onde cada secretário seria um prefeito’ em razão da falta de um direcionamento e de definição de prioridades pelo prefeito José Luiz Monteiro. Confira a íntegra da entrevista no site e no Facebook do Oi Diário.