Vamos falar sério: esse ministro da Educação do Bolsonaro dá medo
Nos últimos dias, o colombiano Vélez Rodriguez chamou os brasileiros de “canibais” e defendeu o retorno da disciplina “educação moral e cívica”/ Foto: Divulgação

Ricardo Vélez Rodriguez, ministro da Educação, divulgou uma nota em que acusa a mídia brasileira de descontextualizar suas declarações para enganar a população.

Nos últimos dias, o colombiano Vélez Rodriguez chamou os brasileiros de “canibais”, defendeu o retorno da disciplina “educação moral e cívica”, divulgou uma nota acusando um jornalista de ser da KGB e espalhou fake news sobre Cazuza.

O ministro disse que a mídia não mostra que agora há no MEC “uma equipe comprometida com a educação do nosso povo” e que diretrizes “nocivas do sistema educacional” estão sendo revistas. O ministro não citou quais seriam essas novas diretrizes.

A nota diz que a pasta está trabalhando para desaparelhar as escolas e educar de verdade. “É isso que importa, mas não é isso que a mídia quer que você saiba”, completa a nota assinada por ele. Ok. Esse senhor colombiano naturalizado brasileiro poderá ser o maior ministro da história do Brasil, mas os sinais são apavorantes.

O sujeito parece ser sem noção e fala asneiras que não deveriam ser mencionadas por um ministro da Educação. Que medo.