Vacinação contra a gripe contempla novo grupo a partir desta quarta-feira em Guarulhos
A meta da Secretaria de Saúde é administrar cerca de 280 mil doses contra a doença / Foto: Divulgação

A partir desta quarta-feira, 9, a vacinação contra a Influenza (gripe) será estendida a professores das redes pública e privada de ensino, portadores de doenças crônicas mediante solicitação médica e pessoas privadas de liberdade, incluindo adolescentes e jovens de 12 a 21 anos em medidas socioeducativas (Fundação Casa), além de funcionários do sistema prisional. Esta é a terceira e última etapa da Campanha, que teve início em 23 de abril passado e será encerrada em 1º de junho próximo.

De acordo com a última prévia, que contabilizou o número de vacinas aplicadas até o final de quinta-feira, 3, já foram imunizadas na cidade 51.528 pessoas, incluindo trabalhadores da área de saúde, indígenas, pessoas com 60 anos ou mais, mulheres que tiveram filho nos últimos 45 dias e crianças de seis meses até quatro anos, 11 meses e 29 dias, grupos contemplados nas primeiras fases da Campanha. A meta da Secretaria de Saúde é administrar cerca de 280 mil doses contra a doença.

Portanto, as pessoas que integram esses grupos, definidos como prioritários pelo Ministério da Saúde, por apresentar maior vulnerabilidade de complicações em decorrência da gripe, devem procurar uma das 69 UBS e se proteger contra a doença. A definição é respaldada por estudos epidemiológicos e pela observação do comportamento das infecções respiratórias, que têm como principal agente os vírus da Influenza.

Dia D

Neste sábado, 12, Dia D de Mobilização Nacional, todas as Unidades Básicas de Saúde da cidade abrirão das 8 às 17 horas, para intensificar a vacinação. As doses contra a Influenza protegem contra o vírus A (H1N1), A (H3N2) e B. Durante todo esse período de mais de um mês de Campanha, a Secretaria de Saúde também realizará uma ação de prevenção do câncer bucal, que consiste em exame da boca pelos cirurgiões dentistas das UBS para a detecção precoce da doença.

Os casos suspeitos serão encaminhados para os Centros de Especialidades Odontológicas (CEO) do município, com agendamento de consulta. No ano passado, foram examinadas 34.264 pessoas. Destas, 923 passaram por uma segunda avaliação.