Turismo e Educação: lições de sustentabilidade nas escolas
O prefeito Adriano apoiando o Programa junto aos alunos da E.M. Sylvio Luciano de Campos / Foto: Divulgação

Desde o mês de abril, a Secretaria de Emprego e Desenvolvimento Econômico de Guararema, em parceria com a Secretaria Municipal de Educação, desenvolve o Programa Turismo Sustentável na Escola, voltado para o envolvimento de crianças e jovens acerca das atividades voltadas para o turismo em Guararema.
A ideia surgiu a partir de apontamentos realizados por comerciantes e prestadores de serviços locais, sobre a falta de interesse dos jovens munícipes em trabalhar em suas empresas, visto que uma das exigências envolve o comprometimento do funcionário em trabalhar aos finais de semana e feriados.
Para que possam, futuramente, contribuir para o crescimento de sua cidade, crianças e jovens precisam inteirar-se da totalidade em que estão inseridos, compreendendo o contexto econômico em que poderão prosperar, bem como a importância dos benefícios do turismo e a sua relevância para o desenvolvimento sustentável.

De acordo com a Organização Mundial de Turismo, o turismo sustentável é aquele que preserva o ambiente e os recursos naturais, garantindo o crescimento econômico da atividade, ou seja, capaz de satisfazer as necessidades das presentes e futuras gerações.
Participam do Programa alunos matriculados nos 5º anos do Ensino Fundamental e são pontos de visita a Igreja da Freguesia da Escada, a Ilha Grande e o Mirante “Prefeito Gerbásio Marcelino”.

Professores e alunos estão felizes com o Programa, que viabiliza não só a reflexão acerca da importância da participação dos alunos no âmbito turístico e econômico do município, mas, sobretudo, reflete no trabalho em sala de aula, em consonância, inclusive, com uma das 10 Competências da Base Nacional Comum Curricular, que busca “valorizar a diversidade de saberes e vivências culturais e apropriar-se de conhecimentos e experiências que lhe possibilitem entender as relações próprias do mundo do trabalho e fazer escolhas alinhadas ao exercício da cidadania e ao seu projeto de vida, com liberdade, autonomia, consciência crítica e responsabilidade”.