O local em questão, na divisa das duas cidades, foi vistoriado nessa quinta-feira pela Polícia Ambiental
O local em questão, na divisa das duas cidades, foi vistoriado nessa quinta-feira pela Polícia Ambiental

O prefeito de Biritiba Mirim, Jarbas Ezequiel de Aguiar (PV), o prof. Jarbas relatou ontem, 14, em entrevista ao site G1, as dificuldades que ele e a prefeitura de Salesópolis estão enfrentando para fazer a gestão adequada de uma área utilizada na divisa das duas cidades para o transbordo de lixo coletado nos municípios – para que posteriormente os resíduos sejam levados para aterros autorizados.

Após denúncia de que o lixo estaria sendo descartado de forma irregular em uma área que teria sido usada como aterro sanitário (até 2009), o prefeito de Biritiba foi até a área onde a irregularidade estaria sendo praticada e disse que o terreno pertence a um consórcio que faz a coleta de lixo em Biritiba Mirim e Salesópolis e tentou explicar a montanha de lixo no local.

Essa situação ficou assim porque a cada 15 dias troca o município que carrega as carretas aqui. Salesópolis deixou um pouco, não conseguiram fazer completo o serviço e nossa máquina quebrou. O espaço é do consórcio de Biritiba Mirim e Salesópolis, e tem autorização sim”, disse o prefeito.

 

Operação da Cetesb

No local, o prefeito não apresentou a licença de operação da Cetesb, segundo informações do site G1. Já o prefeito de Salesópolis, Vanderlon Oliveira Gomes (PR), disse que a prefeitura cumpriu, sim, o carregamento do lixo nos dias em que era responsável.

Sobre a autorização para o uso da área como transbordo, ele também afirmou que o consórcio tem a autorização e que está viabilizando uma forma de levar o lixo diretamente para o aterro de Jacareí.

O local onde ocorre o transbordo de lixo, na divisa das duas cidades, foi vistoriado nessa quinta-feira pela Polícia Ambiental. A região onde o descarte de resíduos foi flagrado é considerada como sendo de proteção de mananciais e não pode receber nenhum tipo de lixo.

Na avaliação dos agentes da Polícia Ambiental, o lixo chegou a ocupar uma área com cerca de sete mil metros quadrados. Nas próximas horas a Cetesb deverá se manifestar sobre o assunto.

 


CLIQUE AQUI PARA SEGUIR NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK

VEJA MAIS INFORMAÇÕES SOBRE BIRITIBA MIRIM

VEJA MAIS INFORMAÇÕES SOBRE SALESÓPOLIS