Secretaria de Cultura de Suzano promove exposição fotográfica à “Festa do Baruel”

0
252

A Prefeitura de Suzano, por meio da Secretaria Municipal de Cultura, promove nos dias 23 e 24 de setembro (sábado e domingo) a exposição fotográfica “Festa do Baruel, História de Suzano”. A mostra será abrigada na própria Igreja do Baruel, localizada na praça Ernestina Maria de Jesus Bianchi (rodovia Índio Tibiriçá, quilômetro 60). A ação tem como objetivo promover uma interação com a população referente à história da municipalidade, que se confunde com a da comunidade do Baruel, localizada no distrito de Palmeiras, na zona sul da cidade.

A exposição será uma das atrações da “101ª Festa do Baruel”, organizada pela comunidade Nossa Senhora da Piedade e Louvor ao Divino Espírito Santo. As fotografias poderão ser apreciadas a partir das 16 horas de sábado (23 de setembro).

As obras foram selecionadas do acervo da Secretaria Municipal de Cultura, registradas por fotógrafos profissionais, como Isamu Mitsueda, Wanderley Costa, Carlos Magno, além de registros fotográficos de festeiros que deixaram um legado para a comunidade local.

O secretário titular da pasta de Cultura, Geraldo Garippo, ressalta que o intuito da atividade é fazer com que a população conheça melhor e desfrute de momentos importantes da festa, clicados por profissionais renomados da cidade:

“Esse acervo fotográfico da Secretaria Municipal de Cultura traz parte do registro visual da fé e cultura do suzanense. Além de marcar o registro do local onde Suzano nasceu, a ‘Festa do Baruel’ reforça as origens do município”, argumentou o membro do primeiro escalão do prefeito Rodrigo Ashiuchi.

A exposição também terá uma vocação itinerante, que vai percorrer próprios públicos, escolas municipais e associações de bairro interessadas. De 25 de setembro (segunda-feira) a 6 de outubro (sexta-feira), a exposição “Festa do Baruel, História de Suzano” poderá ser visitada, também, no Centro Cultural “Monteiro Lobato” (rua Domingos Victorino, 68 – Jardim Colorado).

 

História

No final do século XIX, uma tempestade fez desabar grande parte da capela de Nossa Senhora da Piedade. A reconstrução foi efetuada em 1916, pelo imigrante italiano Roberto Bianchi. Para comemorar a reinauguração da Igreja, teve início a tradicional “Festa do Baruel”, comemorando, assim, o dia de Nossa Senhora Piedade e em louvor ao Divino Espírito Santo.

O evento, que tem fortes momentos religiosos e que também valoriza a cultura local, sempre tem início com a reza do terço de São Benedito, 30 dias antes da grande comemoração no mês de setembro, que é o Dia de Nossa Senhora da Piedade.

No último final de semana de setembro, no sábado, se reza o ofício e é feito o levantamento do mastro. Já no domingo, é celebrada a missa e a procissão dos santos festeiros. A caminhada ou a romaria dos fiéis, do centro da cidade até o bairro, também é uma tradição centenária. Há registros de romarias ainda a cavalo e caminhões com fiéis em sua boleia.

COMPARTILHAR

DEIXE SEU COMENTÁRIO