O evento será aberto na próxima quarta-feira, 10, às 19h30, com a palestra “Protagonistas da Vida”/ Foto: Divulgação
Prefeitura de Mogi das Cruzes

A Fisioterapia é considerada tratamento-chave na reabilitação de pacientes que estão em condições debilitantes resultantes de acidentes ou doenças.

Para discutir essa prática e o impacto na vida de pacientes e de seus familiares, a Brazcubas Educação promoverá o Evento Acadêmico da Fisioterapia, o FIBRAC, entre os dias 10 e 11 de outubro, das 18h30 às 22 horas, no Auditório VIP da Brazcubas Educação, localizado na avenida Francisco Rodrigues Filho, 1233, Mogilar, Mogi das Cruzes.

“O FIBRAC oferece a oportunidade aos estudantes de Fisioterapia e a sociedade discutirem os desafios enfrentados pelos portadores de necessidades especiais. Assuntos que abordam desde o reconhecimento dessas pessoas como profissionais capacitados e produtivos até os direitos e políticas públicas voltadas a eles e às suas famílias”, explica o coordenador do curso de Fisioterapia da Brazcubas Educação, professor William Shimizu.

O evento será aberto na próxima quarta-feira, 10, às 19h30, com a palestra “Protagonistas da Vida”, realizada por Talita Dornelas Nepomuceno, Lais Vieira, Fabio de Souza e Johnny da Silveira. Cada um deles falará sobre suas experiências profissionais e pessoais na busca por uma vida independente.

Em seguida, a idealizadora do Projeto Somos Notáveis, Jocélia Camargo apresentará o tema “Não Somos Diferentes. Fazemos a Diferença”, que abordará os direitos das pessoas com deficiência e as políticas públicas voltadas à comunidade.

Na quinta-feira, 11, último dia do evento, será a vez do campeão paraolímpico de bocha adaptada, Fabio Dorneles, compartilhar sua história de vida inspiradora e contar sua evolução, desde a recuperação do acidente que fez com que perdesse os movimentos das pernas até sua consagração nos Jogos Pan-Americanos de Guadalajara.

O evento contará, ainda, com as apresentações: “GATEM: sua história e sua importância”, com Wilson Gomiero; “Voo do Passarinho”, com Luiz de Queiroz; e a peça “E se Fosse Você”, da Trupe da Inclusão, que levantará questões como o preconceito contra deficientes.

O FIBRAC é aberto ao público e não requer inscrição prévia. Para participar, basta levar um produto de higiene ou limpeza, que será doado ao Instituto Beneficente Viva a Vida.