SP-66 x Estrada dos Fernandes
Até quando Suzano vai esperar uma solução para a alça no Rodoanel?/Foto: Divulgação

O mês de janeiro de 2019 já chegou ao final e a população de Suzano e região ainda não sabe quando será iniciada a obra da alça ao trecho Leste do Rodoanel em Suzano. E segue sem saber, também, em qual local essa alça será instalada.

E, sem exageros, depois de tanta enrolação, indefinições e politicagem em torno desse projeto/obra não se pode descartar a possibilidade que essa obra sequer será realizada. Já se passaram oito anos desde que o trecho Leste começou a ser construído, sendo que no projeto original, a alça seria construída na SP-66 entre Suzano e Poá.

Em 2014, o ex-governador Geraldo Alckmin (PSDB) atendeu pedidos do ex-prefeito de Suzano, Paulo Tokuzumi (PSDB) para transferir a alça para a estrada dos Fernandes, sendo que em 2018 o ex-governador Márcio França (PSB) – que substituiu Alckmin – atendeu pedido do novo prefeito de Suzano, Rodrigo Ashiuchi (PR), e trouxe de volta o projeto para a SP-66.

Ainda em 2018, na campanha eleitoral, o então candidato João Doria (PSDB) teria se comprometido com o deputado estadual (reeleito Estevam Galvão – DEM) que o projeto ‘seria devolvido’ para a estrada dos Fernandes.

Doria foi eleito, tomou posse e já completou seu primeiro mês de mandato, sendo que nenhuma liderança política de Suzano e região tenha tomado a iniciativa de cobrar (publicamente) tanto o novo governo do Estado, quanto a Artesp e o consórcio SPMar sobre o local e o início da obra.

Até quando Suzano (especialmente suas lideranças políticas) vai ficar esperando para resolver de uma vez por todas o imbróglio em que se transformou esse projeto/obra que é fundamental para o futuro de Suzano e de outras cidades do Alto Tietê? O fato é que Suzano não pode mais ficar refém de tanta politicagem e enrolação.

O Jornal Oi vai retomar, neste mês, as cobranças que fez ao longo dos últimos anos para que essa obra seja iniciada o quanto antes. O Oi avalia que Suzano merece que seja construída uma alça na estrada dos Fernandes e outra na SP-66, começando pela SP-66.

É lógico que a cidade precisa se mobilizar para garantir os dois investimentos no ano em que comemora de 70 anos de emancipação política e administrativa.