Semae alerta mogianos para tentativa de golpe; recomendação da prefeitura é ligar para o 115
O Semae recebeu a informação de que três pessoas (dois homens e uma mulher), utilizando um suposto crachá, foram a algumas casas da Vila da Prata solicitando amostra de água e dados pessoais, como número de documentos e quantidade de moradores do imóvel/ Foto: Julio Nogueira
Prefeitura de Mogi das Cruzes

O Serviço Municipal de Águas e Esgotos (Semae) alerta a população mogiana sobre a atuação de possíveis golpistas que utilizam o nome de autarquia para fazer contato com os consumidores, nas residências, alegando a necessidade de realizar testes de qualidade da água.

Na sexta-feira, 12, o Semae recebeu a informação de que três pessoas (dois homens e uma mulher), utilizando um suposto crachá, foram a algumas casas da Vila da Prata solicitando amostra de água e dados pessoais, como número de documentos e quantidade de moradores do imóvel. A autarquia não realiza este tipo de abordagem.

“Nossos técnicos só vão a alguma casa retirar amostras de água quando há reclamação do morador. Temos também o monitoramento de rotina, feito por empresa terceirizada, mas, neste caso, o funcionário apenas coleta a amostra no cavalete e leva para análise bacteriológica em laboratório, conforme previsto pela legislação, mas sem entrar na casa e sem solicitar qualquer dado ao morador”, explica a diretora do Departamento de Operações do Sistema de Água do Semae, Milena Forte.

A orientação da autarquia é para que os cidadãos liguem para o 115 em caso de qualquer dúvida. É por este número de telefone que o Semae recebe as solicitações de manutenção de rede de água, rede de esgoto, reparos de vazamentos, entupimentos e limpeza de fossas, entre outros serviços.

Os pedidos são encaminhados para os setores competentes e executados dentro da programação. Além disso, a autarquia tem investido continuamente para modernizar o atendimento por telefone e também nas unidades do Pronto Atendimento ao Cidadão.